< img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1724791474554128&ev=PageView&noscript=1" />
Risco
Seu especialista para o fabricante de PCB flexível rígido

Especialista em PCB Flex Rígido

  • Fornecimento de experiências PCB rígidas e flexíveis completas para projetos militares
  • Sem requisito mínimo de pedido, rígido-flex Prototipagem PCB ordem a partir de 1 pcs
  • 7/24 Vendas ao vivo e suporte técnico
  • Protótipo de PCB flexível rígido 24 horas agiliza serviços

PCB rígido-flexível vs PCB flexível

Como podemos ver pelos seus nomes, PCB flexível é flexível, pode ser dobrado e moldado para se adequar ao design.

O PCB rígido-flex é uma combinação de PCBs rígidos e flexíveis, que tem a durabilidade do PCB rígido e a adaptabilidade do PCB flexível.

PCB rígido-flexível vs PCB flexível
Por que você precisa de placas rígidas flexíveis

Por que você precisa de placas rígidas flexíveis?

Um PCB rígido e flexível pode ajudá-lo a resolver problemas de redução de espaço, garantindo que seus produtos possam funcionar bem em condições difíceis e garantindo que sejam econômicos.

Uma combinação rígida-flexível permite que você use menos peças e interconexões e enfrente desafios de design mais agressivos, pois a placa de circuito impresso rígido-flexível é uma solução flexível para vários problemas de design.

Fatores que afetam o custo do PCB rígido e flexível

Ao fabricar uma placa rígida flexível, pode ser necessário considerar a otimização de custos. Daremos uma ideia do que afetará o custo da placa rígida flexível:

1. Escolhas de materiais
2. Tamanho da placa PCB
3. Acabamento (HASL, ENIG)
4. Rastreamento e Espaço Mínimo
5. Espessura do PCB
6. Especificações únicas ou personalizadas
7. Requisitos personalizados

Fatores que afetam o custo do PCB rígido e flexível

Seu Melhor Fabricante e Fornecedor de PCBs Flexíveis na China

PCB Flex Rígido 8

 

Rígida Flex PCB (também chamada de placa de circuito impresso Rígida-flex ou flex-rígida PCB), é uma combinação de PCB rígido e PCB flexível, que estão permanentemente ligados entre si, por terem condutores tanto em camadas rígidas como em camadas flexíveis dos circuitos. PCB flexível rígido

PCB rígido-flex

As placas rígidas flexíveis geralmente são mais caras do que as placas flexíveis e as placas rígidas, nos últimos 20 anos, as placas flexíveis rígidas têm sido amplamente utilizadas em médicoindustrialaeroespaço e aplicação militar. 

PCB Flex Rígido 7

PCB flexível rígido para válvulas industriais

E é claro que essas aplicações normalmente podem ter um custo mais alto, mas agora em nosso dia a dia, podemos encontrar produtos de consumo usando cada vez mais placas de circuito impresso rígido-flex, como carros, laptops, telefones celulares e baterias., etc.

O uso de LEDs na indústria automotiva trouxe novos desafios na forma e design de placas de circuito impresso. Ao instalar LEDs na frente dos faróis de automóveis, por exemplo, a placa de circuito impresso é colada a um dissipador de calor de alumínio ao qual os LEDs são então fixados. As placas de circuito impresso oferecidas pela Venture possuem uma, duas ou três camadas (HDI).

Placa de LED 9

Uso de PCB flexível rígido para luz automotiva

A Venture orgulha-se de oferecer placas de circuito impresso (placas de circuito impresso) rígidas de alta qualidade e confiabilidade, por exemplo:

  • Flex PCB com PCB rígido de 10 camadas
  • Placa de circuito impresso flexível de face única com placa PCB rígida de 6 camadas
  • PCB flexível de dupla face com PCB rígido de 12 camadas
  • Multilayer Flex PCB com multilayer rígida PCB

 

Capacidade de PCB Flex Rígido:

Recurso de PCB flexível rígido

Parâmetro (in)

Parâmetro (mm)

Camadas - Flex

1 – 4

1 – 4

Camadas - Rígidas

4 - 30>

4 - 30>

Tamanho máximo da placa

24 "x 40"

609.6 x 1016mm

Espessura mínima da placa - 1-2 (camadas)

14 mil

0.35mm

Espessura mínima da placa - 4 (camadas)

16 mil

0.4mm

Espessura mínima da placa - 6 (camadas)

16 mil

0.4mm

Espessura mínima da placa - 8 (camadas)

16 mil

0.4mm

Espessura mínima da placa - 10 (camadas)

32 mil

0.8mm

Espessura mínima da placa - 12 (camadas)

40 mil

1.0mm

Espessura mínima da placa - 14 (camadas)

48 mil

1.2mm

Espessura mínima da placa - 16 (camadas)

54 mil

1.4mm

Espessura mínima da placa - 18 (camadas)

62 mil

1.6mm

Espessura mínima da placa - > 20 (camadas)

62 mil

1.6mm

Faixa de espessura da placa

14 - 276 mil

0.35 - 7mm

Espessura máxima de cobre

5oz

175um

Largura / Espaço Mínimo da Linha

2mil / 2mil

0.05 / 0.05mm

Tamanho mínimo do furo

3 mil

0.075mm

PTH Dia. Tolerância

± 2mil

± 0.05mm

NPTH Dia. Tolerância

± 1mil

± 0.025mm

Desvio da Posição do Furo

± 3mil

± 0.075mm

Tolerância de estrutura de tópicos

± 4mil

± 0.1mm

Passo S/M

3 mil

0.075mm

Proporção da tela

18:01

18:01

Choque térmico

5 x 10 segundos @ 288

5 x 10 segundos @ 288

Warp & Twist

<= 0.7%

<= 0.7%

inflamabilidade

94V-0

94V-0

Controle de impedância

± 5%

± 5%

Capacidade HDI

Qualquer camada

Qualquer camada

A Venture pode produzir uma base rígida de PCB flexível em nosso material em estoque, para que você não precise esperar muito tempo de espera em materiais especiais. Temos uma gama completa de matérias-primas rígidas e flexíveis em estoque para atender à sua aplicação rígida flex PCB (placa de circuito impresso), como DuPont, Rogers, Isola, Taiflex, Arlon, Panasonic, Thinflex, Aplus Tec, Shengyi, podemos também sugira o fabricante local popular de matéria-prima rígida flex PCB que se adapta aos seus projetos, para reduzir seu custo.

tipo de material

TgProduto

Fabricante

FR-4

140MTC-97graça
FR-4155DE156

Ilha

FR-4

170IS420Ilha
FR-4170NPGN-170R (HF)

Nanya

FR-4

170TU-862 HFUnião de Taiwan
FR-4180185HR

Ilha

FR-4

180Velocidade IIlha
FR-4180TU-752

união de Taiwan

FR-4

150NPGN-150Nanya
FR-4 + BT Resina Epóxi180G200

Ilha

FR-4

130GA-140-LLgraça
FR-4130GW4010

GoWorld

FR-4

130KB-6150Kingboard
FR-4130Tlam SS 1KA

Proprietário de terras

FR-4

133R-1755EPanasonic
FR-4135DE104ML

Ilha

FR-4

135DS-7405Doosan
FR-4135GW1500

GoWorld

FR-4

135GW4011GoWorld
FR-4135H140-1 / FR-4-74

HuaZheng

FR-4

135IT-588ITEQ
FR-4135KB-6160

Kingboard

FR-4

135KB-6160AKingboard
FR-4135KB-6160C

Kingboard

FR-4

135R1755CPanasonic
FR-4135S1130

Shengyi

FR-4

135S1155Shengyi
FR-4135S1600

Shengyi

FR-4

140FR-4-86Nanya
FR-4140FR-402 / IS402

Ilha

FR-4

140IT-140ITEQ
FR-4140KB-6164

Kingboard

FR-4

140LYCCL-140Long Yu
FR-4140NHL-4806

Nome

FR-4

140NP-140TLNanya
FR-4140NY-1140

Nanya

FR-4

140S1141Shengyi
FR-4140TC-97

graça

FR-4

145ELC-4765Sumilita
FR-4145IT-150TC

ITEQ

FR-4

148R-1566(W)Panasonic
FR-4150250HR

Ilha

FR-4

150254Ilha
FR-4150EM-285

Material Elite

FR-4

150EM-825Material Elite
FR-4150GA-150-LL

graça

FR-4

150GW1500GoWorld
FR-4150IS400

Ilha

FR-4

150IT-158ITEQ
FR-4150IT-158TC

ITEQ

FR-4

150IT-258GAITEQ
FR-4150KB-6165

Kingboard

FR-4

150NP-150RNanya
FR-4150NP-150TL

Nanya

FR-4

150TU-668União de Taiwan
FR-4150TU-742 HF

União de Taiwan

FR-4

150TU-747 HFUnião de Taiwan
FR-4155N4000-7

Nelco

FR-4

155NP-155FRNanya
FR-4155NP-155FTL

Nanya

FR-4

155NY-2150Nanya
FR-4155S1000

Shengyi

FR-4

155S1000HShengyi
FR-4155S1150, S1150G

Shengyi

FR-4

160TU-662União de Taiwan
FR-4170EM-320

Material Elite

FR-4

170EM-370Material Elite
FR-4170EM-827

Material Elite

FR-4

170FR-406Ilha
FR-4170GA-170-LL

graça

FR-4

170KB-6167Kingboard
FR-4170NP-170R

Nanya

FR-4

170NP-170TLNanya
FR-4170S1165

Shengyi

FR-4

170S1170Shengyi
FR-4175Turbo 370

Ilha

FR-4

175EM-827/EM-827BMaterial Elite
FR-4175IT-180

ITEQ

FR-4

175IT-180AITEQ
FR-4175N4000-11

Nelco

FR-4

175N4000-6Nelco
FR-4175NP-175TL

Nanya

FR-4

175NP-180RNanya
FR-4175S1000-2M

Shengyi

FR-4

175TU-722União de Taiwan
FR-4176R5725 Megtron 4

Panasonic

FR-4

180370HRIlha
FR-4180FR-408

Ilha

FR-4

180IS410Ilha
FR-4180KB-6168

Kingboard

FR-4

180Megtron R-5715Panasonic
FR-4180N4000-12

Nelco

FR-4

180S1000-2Shengyi
FR-4180Teta 100

Rogers

FR-4

180TU-768União de Taiwan
FR-4180VT-47

Ventec

FR-4

185N4000-29Nelco
FR-4190FR-408HRIS

Ilha

FR-4

200FR-408HRIlha
FR-4200IS415

Ilha

FR-4

200TU-872 LKUnião de Taiwan
FR-4210N4000-13

Nelco

FR-4

210N4000-13EPNelco
FR-4210N4000-13SI

Nelco

FR-4

210N4103-13Nelco
FR-4210S1860

Shengyi

FR-4

225IS620Ilha
FR-4250Arlon 85N

Arlon

FR-4

250VT-901Ventec
FR-4260N-7000

Nelco

FR-4

280RO3010Rogers
FR-4280RO4003C

Rogers

FR-4

280RO4350Rogers
FR-4280RO4350B

Rogers

Poliimida

260P95 e P25Ilha
PoliimidaN/DFR9111

DuPont

Poliimida

N/DTHKD101020JYTaiflex
Poliimida185LF9121

DuPont

Poliimida

220AP-9111DuPont
Poliimida220AP-9121R

DuPont

Poliimida

220AP-9131DuPont
Poliimida25035N

Arlon

Poliimida

25085NArlon
Poliimida250FR9111

DuPont

Poliimida

320X-0505ES-N2ThinFlex
Poliimida340RF775

Panasonic

Poliimida

343RF770Panasonic
PoliimidaN/DSérie AHICX

Aplus Tec.

Poliimida

N/DCMT300XMM1graça
PoliimidaN/DSF201

Shengyi

Poliimida

N/DSF202Shengyi
PoliimidaN/DSF302

Shengyi

Poliimida

N/DSF305Shengyi
PoliimidaN/DTHKS050513

Taiflex

Poliimida

ThinFlex-AThinFlex
Polifenil E-Glass180Getek

Ilha

Venture é o lugar perfeito para sua exigência de PCB flexível rígido; temos a confiança de milhares de engenheiros eletrônicos em todo o mundo através de nossa política de garantia de qualidade 100%. Através de nossos serviços de resposta rápida de 2 horas de nossa equipe de vendas e suporte técnico 24 horas por dia, 7 dias por semana, e excelente serviço pós-venda, seremos seu melhor fornecedor de PCB flexível rígido na China. Na Venture, podemos responder a quaisquer perguntas rígidas e flexíveis que você possa ter, sinta-se à vontade para entrar em contato conosco a qualquer momento.

Venture: seu melhor fabricante de PCB flexível rígido na China

PCB rígido-flexível: o guia definitivo

rígido-flex-pcb

O guia de hoje explora todos os aspectos fundamentais do PCB flexível rígido.

O objetivo é fornecer às empresas de OEM e grandes importadores de placas de circuito impresso flexíveis rígidas uma análise aprofundada e insights sobre o fornecimento de PCBs.

Desde a definição básica, vantagens, desvantagens, seleção de materiais, classificação, design, layout até a montagem – no final de tudo, você será um especialista em PCBs flexíveis rígidos.

Vamos direto ao assunto principal do guia de placas de circuito impresso de hoje:

O que é um PCB Flex Rígido?

As placas de circuito impresso Rigid-Flex são placas compostas de substratos de circuito rígido e flexível. Na maioria das vezes, as placas rígidas flexíveis são compostas por várias camadas de substratos flexíveis.

Esses substratos flexíveis são então fixados a uma ou mais placas rígidas.

Esta fixação é feita interna ou externamente. A aplicação pretendida para a placa rígida-flex é crucial para determinar como a fixação é feita.

PCB flexível rígido

PCB flexível rígido

Normalmente, os componentes flexíveis são projetados para serem constantemente flexíveis.

Essa flexibilidade é útil em cantos e áreas que precisam de espaço extra. Substratos rígidos são úteis em áreas que requerem suporte extra.

Com essas capacidades, há a garantia de que essas placas rígidas-flexíveis podem ser curvadas durante os processos de fabricação e instalação.

Além disso, você pode conseguir isso usando um aplicativo de software 3D. Em última análise, isso aumenta a obtenção da forma desejada para a aplicação pretendida.

Vantagens do PCB Rígido-Flex

Algumas das principais vantagens dos PCBs rígidos-flex incluem o seguinte:

PCB flexível rígido

PCB flexível rígido

  • Flexibilidade, que é inerente às placas de circuito rígido-flex torna possível a fabricação de uma placa para um dispositivo existente. Isso contrasta com fazer um dispositivo considerando as especificações da placa.
  • Leve – Devido ao fato de que os PCBs rígidos-flexíveis são flexíveis, eles também são leves.
  • A compacidade reduz a embalagem tamanho – O substrato rígido aumenta a compacidade dessas placas. Isso informa o tamanho reduzido da embalagem.
  • Se encaixa menor e confinado áreas – As placas de circuito impresso rígido-flex também são flexíveis o suficiente para caber em áreas confinadas e menores. Isso resulta na miniaturização do produto.

Em essência, pode ser dobrado e dobrado com facilidade. Isso permite que eles se encaixem em dispositivos menores.

  • Confiabilidade devido à ausência de solda juntas – Em seu design, as placas de circuito impresso rígido-flex não possuem junta de solda ou conectores. Também não possui crimpagem de contato. Esse recurso garante a confiabilidade e integridade das aplicações feitas com essas placas.
  • Circuito reduzido falha – A integração de circuitos rígidos e flexíveis resulta na minimização de interconexões. Isso ajuda bastante a informar falhas de circuito reduzidas nas aplicações resultantes.
  • Boa térmica estabilidade – As placas utilizam poliimida durante o processo de montagem. Tendo em conta que a poliimida tem uma excelente estabilidade térmica, podem suportar temperaturas extremas. Isso o torna uma preferência na fabricação de aplicações militares e de defesa.
  • Custo-benefício devido ao baixo material requisito – Como testemunhamos anteriormente, os PCBs rígidos e flexíveis precisam comparativamente de menos materiais para montagem. Isso informa a relação custo-benefício, uma vez que os custos de aquisição e fabricação são reduzidos.
  • Capacidade de suportar condições ambientais adversas – As placas rígidas flexíveis também têm a capacidade de resistir e resistir em diferentes condições ambientais. Estes incluem exposições à radiação e aos raios UV. Eles também oferecem forte resistência contra produtos químicos e óleos agressivos.
  • Permitir a montagem de componentes em ambos Laterais – Durante o processo de projeto das placas, elas são feitas de forma a permitir a montagem em superfície em ambos os lados.

Desvantagens da placa de circuito impresso Rígida-Flex

Agora, algumas das principais desvantagens das placas de circuito impresso rígido-flex incluem:

Placa de circuito impresso flexível rígida

Placa de circuito impresso flexível rígida

  • Requer e detalha fabricação – Dois substratos diferentes estão envolvidos na fabricação de PCBs rígido-flexíveis. Estes incluem substratos rígidos e flexíveis. Isso torna a produção elaborada e demorada.
  • Processo de fabricação complexo – Ao contrário de outras placas de circuito impresso mais simples, o processo de fabricação é complexo. Isso requer o uso de software eficaz e adequado. Isso encarece o custo de produção.
  • A produção é intensiva em mão de obra – A produção de placas de circuito impresso rígido-flex também é intensiva em material e mão de obra. Isso é resultado da sensibilidade do PCB e das variações inerentes aos substratos rígidos e flexíveis.

Tipos de PCB rígido-flexível

Alguns dos tipos mais comuns de PCBs rígido-flex incluem:

· PCB flexível rígido de um lado

As placas de circuito flexíveis rígidas de um lado têm apenas uma camada de material condutor. O outro lado da placa dá espaço para a incorporação de diversos componentes eletrônicos na placa.

Os PCBs rígidos-flexíveis de face única são compostos de uma camada de substratos rígidos e flexíveis unidos.

PCB flexível rígido de um lado

PCB flexível rígido de um lado

Ao contrário de outros tipos de placas de circuito rígido-flex, elas podem ser facilmente projetadas e fabricadas.

· PCB flexível rígido de dupla face

Nos PCBs rígidos-flexíveis, estes são constituídos por uma camada de substrato rígido e outra camada de substrato flexível.

A camada rígida ajuda a aumentar a compacidade, enquanto o substrato flexível é útil para aumentar a flexibilidade.

PCB de dupla face

PCB flexível rígido de dupla face

Placas de circuito rígido-flexível de dupla face também permitem mais rastreamentos de roteamento. Isso é possibilitado pela vias que alternam entre as duas camadas.

PCBs rígidos-flexíveis de dupla face são preferidos por sua flexibilidade e capacidade de redução de tamanho de placa.

PCB flexível rígido multicamada

Estas são placas de circuito rígido-flexíveis com mais de duas camadas condutoras de qualquer um dos dois substratos.

Os substratos atuam como isolantes entre si.

PCB multicamadas

PCB multicamadas

Nas camadas rígidas, estão os condutores.

Material de PCB flexível rígido

PCB flexível rígido

PCB flexível rígido

Sobreposição de substrato e cobertura

Algumas das sobreposições de substrato e cobertura mais comuns incluem:

·Materiais de Substrato

O material mais comumente usado para circuitos rígidos-flex é a fibra de vidro tecida. Resina epóxi é usado para impregnar completamente esta fibra de vidro.

No entanto, a fibra de vidro impregnada com epóxi tem qualidades questionáveis. Isso porque dificilmente resiste a vibrações repentinas e constantes.

Também é um amortecedor fraco e não pode suportar movimentos constantes. Por essas razões, durante a fabricação de placas de circuito rígido-flex, são utilizados os seguintes materiais:

· Poliimida

Este é o preferido, pois é versátil. Também é resistente e pode sustentar vibrações e movimentos constantes.

Poliimida também está em posição de resistir ao calor. Isso o torna a melhor escolha para aplicações destinadas a serem usadas em temperaturas flutuantes.

·Poliéster (PET)

PET é preferido por sua capacidade de flexão e propriedades elétricas desejáveis. Também é resistente a produtos químicos e à umidade. Isso significa que ele pode ser usado em ambientes industriais hostis.

Quando o substrato correto é usado, há a certeza de que a resistência e a vida útil serão desejáveis. Leva em consideração fatores como resistência térmica e estabilidade das dimensões para obter o substrato correto.

Outros fatores a serem considerados incluem resistência química e flexibilidade.

Revestimentos

Coberturas – estes são feitos combinando filmes flexíveis com adesivos apropriados. Esta cobertura desempenha várias funções na montagem de PCBs rígido-flexíveis. Ele fornece a montagem com proteção total.

Em segundo lugar, fornece acesso a áreas de circuitos. Estes incluem almofadas de circuito que são processadas posteriormente. A terceira função é complementar a confiabilidade e flexibilidade do circuito.

Casacos – em alguns casos, a camada de cobertura não é usada. Neste método, uma fina camada de líquido é aplicada na superfície do circuito.

O líquido utilizado é epóxi acrilado. Em outros casos, é usado poliuretano acrilado.

O método de serigrafia é o mais utilizado. O revestimento é geralmente curado termicamente.

Materiais Condutores

Para PCBs rígidos e flexíveis, o cobre é o material preferido para a montagem da placa. Essa preferência se deve ao fato de ser um bom condutor elétrico e possuir alta trabalhabilidade. Existem dois tipos de folhas de cobre que são usadas no processo.

A folha de cobre eletrodepositada é uma delas. O segundo usado é folha de cobre laminada. Essas folhas têm variações de peso e até de espessura.

material condutor para placa de circuito impresso flexível rígida

 Material condutor para PCB flexível rígido

Antes do uso no processo de montagem, é feito o tratamento da superfície da placa. Isso é feito aplicando uma fina camada de zinco da folha. Isso aumenta a vida útil da folha.

O tratamento químico também é feito na folha. Isso aumenta a adesividade e aumenta a força das ligações. Também reduz as chances de degradação da ligação e oferece proteção contra oxidação.

Adesivos

Para obter um serviço e vida útil mais longos de um PCB rígido-flex, os adesivos são essenciais. Os adesivos garantem que as conexões seguras sejam estabelecidas entre os materiais condutores e o substrato.

Seções de PCBSeções de PCB – Foto cortesia: Panacol

Existem diversos adesivos que podem ser utilizados na fabricação de placas rígidas-flexíveis. Esses incluem:

·Adesivos de Poliimida

A resistência à temperatura inerente a este adesivo torna-o o mais adequado para a tarefa. Ele pode resistir até 500 graus Celsius. Essa alta resistência ao calor o torna o mais preferido na fabricação de várias aplicações sensíveis.

Isso inclui aplicativos usados ​​pelos militares em operações de defesa e aplicativos usados ​​em gerações de energia.

Eles também são comumente usados ​​em circuitos multicamadas devido à sua capacidade de acomodar a expansão térmica.

·Adesivos de poliéster

Comparados aos adesivos de poliimida, esses adesivos são relativamente mais baratos. Eles são os mais preferidos na fabricação de circuitos flexíveis rígidos simples.

Eles também têm força de ligação comparativamente baixa. Também é improvável que os adesivos de poliéster resistam a temperaturas altas e imprevisíveis.

No entanto, nos últimos tempos, eles vêm em formas modificadas. Isso lhes dá a capacidade de oferecer resistência ao calor.

A modificação também aumenta as chances de versatilidade. Isso os torna confiáveis ​​na montagem de placas de circuito multicamadas.

· Adesivos Acrílicos

Esses adesivos são comparativamente superiores. Eles têm estabilidade térmica excepcional e podem resistir tanto à corrosão quanto a produtos químicos. Eles são muito fáceis de aplicar e são comparativamente mais baratos. Combinados com sua disponibilidade, eles são populares entre os fabricantes.

· Epóxis

Na fabricação de circuitos rígidos-flex, esse pode ser o adesivo mais utilizado. Eles também têm a capacidade de resistir à corrosão e a temperaturas altas e variadas.

Eles também são muito flexíveis e possuem uma estabilidade de ligação excepcional. Pequenas quantidades de poliéster são adicionadas a ele para aumentar a flexibilidade.

Isoladores

Em PCBs rígido-flex, os isoladores mais comumente usados ​​são o filme de poliimida. É usado na camada de base nos circuitos flexíveis de camada única de metal. A poliimida também é usada nas camadas internas dos circuitos multicamadas.

O FR-4 e o prepreg são combinados para criar as camadas isolantes pretendidas. Isso é feito na parte rígida do circuito rígido-flex.

 

Processo de Projeto e Layout de PCB Rígido-Flex

Projeto e layout de PCB é uma etapa importante no processo de fabricação de placas de circuito impresso.

Aqui estão alguns dos principais elementos que você precisa saber:

Diretrizes de Design de PCB Flex Rígido

Ao projetar circuitos flexíveis rígidos, é imperativo que você siga as regras estabelecidas o máximo que puder.

Quando você estiver fazendo os cantos, certifique-se de que eles não estejam dobrados. No entanto, quando uma curva tiver que ser feita, você terá que certificar-se de que a curva seja curva em vez de ser afiada.

Ao alterar as larguras dos traços, é imperativo que você assegure que isso seja feito gradualmente.

Mudar isso abruptamente provavelmente resultará em um ponto fraco. Para reduzir custos e aumentar a flexibilidade do circuito, é necessário utilizar no mínimo duas camadas flexíveis.

Diretrizes de Layout para PCB Flex Rígido

Para criar com sucesso sua PCI rígida flexível, há várias diretrizes que precisam ser observadas.

Design e Layout de PCB Flex Rígido

Design e Layout de PCB Rígido

· Largura do traço

A calculadora de largura de traço deve ser usada para obter os resultados corretos para largura de traço e espaçamento entre as peças flexíveis. As almofadas de solda devem ser concluídas em estilos de lágrima ou arredondados.

Isso também deve se aplicar às faixas.

·Anéis anulares e superfície de solda

Também é imperativo garantir que tanto os anéis anulares quanto as superfícies de solda sejam grandes. A espessura desejada deve ser alcançada usando reforços.

Além disso, é imperativo que você aplique uma cobertura nas placas de circuito flexível nos circuitos flexíveis rígidos. Isso garante proteção e isolamento para os condutores na superfície externa.

Durante o processo de soldagem, a camada de cobertura é essencial para conter e segurar as almofadas quando a soldagem está sendo feita.

Placa de circuito impresso flexível rígida

Placa de circuito impresso flexível rígida

O fabricante deverá assegurar que as almofadas utilizadas incluem esporas de ancoragem. Estes serão essenciais para garantir que não haja separação entre o material e o cobre durante a montagem.

A filetagem deve então ser feita nas almofadas. Isso ajudará a reduzir os pontos de estresse e reduzirá as chances de quebra durante a flexão.

· Vias

As vias chapeadas devem ser metalizadas. Isso é possível através dos orifícios que atuam como uma conexão entre as camadas condutoras e o circuito flexível.

As vias cegas destinam-se a conectar a camada interna exclusiva de passar pelo circuito. Pode-se também usar vias enterradas. Eles conectam todas as camadas internas, mas ignoram as camadas externas. O uso desses diferentes tipos de vias provavelmente aumentará o espaço encontrado no circuito.

Tipos de Vias

Tipos de vias – Foto cortesia: Ray PCB

Isso dá espaço para a adição de vários pads de componentes. O espaço também pode ser usado para roteamento de rastreamento.

Nos circuitos flexíveis da PCI rígida-flex, é essencial que se evite o uso de vias no substrato flexível. Nos casos em que deve ser usado, é aconselhável colocá-los em áreas que não serão dobradas.

A ênfase deve ser colocada na precisão ao calcular o raio de curvatura dos circuitos flexíveis rígidos. Isso ajudará você a garantir que não haja quebras. O raio de curvatura mínimo deve ser de 05” medindo a partir dos furos passantes chapeados.

Também deve ser dez vezes mais espesso em comparação com o material. Se isso for observado, você terá a garantia de um circuito com bom funcionamento.

Ao dobrar o circuito, você deve evitar fazer isso nas curvas. Traços de cobre funcionam de forma eficaz apenas quando são colocados em um ângulo reto para curvar o circuito flexível.

Isso deve ser evitado ao trabalhar com traços curvos.

Isso ocorre porque é provável que estresse os traços de cobre quando chegar a hora de terminar.

É provável que se formem rugas na camada de cobertura quando uma curva acentuada é feita na placa. A curvatura também pode induzir o alongamento. É provável que o material da tampa se rasgue durante este processo.

Isso também pode quebrar os condutores na parte externa da curva.

Uma curva acentuada na placa pode causar rugas na camada de cobertura. Também pode causar estiramento, que por sua vez pode levar a rasgos no material de cobertura, bem como condutores quebrados na parte externa da curva.

Para que a dobra seja mais confiável, é aconselhável que você apare a espessura do flex.

Para perceber isso, primeiro você precisará reduzir a espessura dielétrica. Você também deve equilibrar o peso em ambos os lados do eixo de dobra.

Você também deve evitar empilhar os condutores uns sobre os outros em cada camada. Você pode optar por escaloná-los em todas as camadas.

Para expulsar a umidade absorvida pelo rigid-flex, você terá que secar qualquer umidade. É provável que a umidade exista, pois a poliimida a absorve.

Isso é expelido por quatro horas completas a cerca de 120 graus Celsius. Após a secagem, o processo de soldagem e colocação pode ser feito em até oito horas.

Escolhendo o software de design de PCB rígido-flexível

Na fabricação de placas de circuito impresso rígido-flex, os projetistas são aconselhados a utilizar o software mais adequado para fazer os layouts de trabalho. Layouts defeituosos podem contribuir para a ineficiência das placas rígidas flexíveis.

Interface de software de design de PCBInterface de software de design de PCB

No projeto rígido-flex, existe uma série de softwares ECAD. Esses softwares dão a você a oportunidade de projetar a placa de forma eficaz.

Eles também irão ajudá-lo a ajustar os designs. Isso permitirá que você altere os contornos do tabuleiro.

O software ECAD também oferece uma placa confiável no menor tempo possível. Este software também possui a opção 3D que é essencial para projetar a confiabilidade das curvas e outros componentes sensíveis.

O software ECAD também é capaz de alterar traços de largura. Isso é feito de uma maneira que acomoda sinais em componentes rígidos e flexíveis.

Qualquer software de design rígido-flex com essas qualidades garante um design eficaz.

Você também pode escolher entre as inúmeras Software de design de PCB disponível.

Processo de Projetos Rígido-flexíveis Passo a Passo

Design de PCB flexível rígido

Design de PCB flexível rígido

Passo 1: Preparação do material base.

Antes do início do processo de fabricação, o laminado deve ser completamente limpo. Essa pré-limpeza é essencial, pois as bobinas de cobre utilizadas geralmente possuem características antimanchas. Isso geralmente é feito pelos fornecedores para oferecer proteção contra oxidação.

No entanto, isso prejudica a fabricação de PCBs rígido-flexíveis. Portanto, deve ser removido. Isso é alcançado após seguir uma série de etapas.

O primeiro passo é a imersão da bobina de cobre em solução ácida.

Alternativamente, as bobinas de cobre podem ser pulverizadas com ácido.

As bobinas obtidas na etapa um são então microgravadas. O persulfato de sódio é usado para tratar a bobina de cobre para conseguir isso.

Além disso, a terceira etapa envolve o revestimento abrangente da bobina. Isto é conseguido usando vários agentes de oxidação. Isso ajuda na prevenção de adesão e oxidação.

Etapa 2: Geração do Padrão de Circuito

Nesta etapa, os padrões de circuito são criados. Existem duas técnicas principais que você terá que usar para conseguir isso. Esses incluem:

Serigrafia – este método é preferido por sua capacidade de produzir os padrões de circuito desejados. Isso é atribuído à sua capacidade de depositar com precisão na superfície do laminado.

Foto Imaging – esta é a técnica mais antiga. No entanto, ainda é um método comumente usado na representação de traços de circuito no laminado. Esta técnica garante que o filme fotorresistente seco que é composto dos circuitos pretendidos seja apoiado no laminado.

O material resultante é exposto à luz UV. Posteriormente, o padrão na fotomáscara é transferido para o laminado. O filme foi expurgado do laminado quimicamente. Isso deixa o laminado com os padrões de circuito pretendidos.

Etapa 3: Gravando o padrão do circuito

A gravação do laminado de cobre que contém os padrões do circuito é gravada. Os fabricantes de PCBs rígidos geralmente conseguem isso mergulhando o laminado em um banho de corrosão.

Alternativamente, eles os pulverizam usando uma solução de decapagem apropriada. Para obter os resultados necessários, a gravação é feita em ambos os lados simultaneamente.

Etapa 4: Processos de Perfuração

Após a gravação, a perfuração é o próximo passo. Nesta etapa, furos, almofadas e vias são perfurados. Para obter furos precisos, você terá que garantir que as ferramentas de perfuração possam sustentar alta velocidade.

Use métodos de perfuração a laser ao criar furos ultrapequenos.

Etapa 5: chapeamento do furo passante

Na fabricação rígido-flex, esta é uma etapa que deve ser realizada com muito cuidado e precisão. Depois que os furos desejados são perfurados, o cobre é depositado neles.

Eles são então quimicamente revestidos. O resultado final é a formação de interconexões elétricas entre as camadas.

Etapa 6: Aplicação de camada de cobertura ou revestimento

A proteção dos lados superior e inferior do circuito flexível é muito importante. Isso é feito aplicando uma camada de cobertura.

A importância disso é o fornecimento de proteção contra ambientes hostis. Esta camada de cobertura também oferece proteção contra produtos químicos agressivos e até solventes.

O filme de poliimida reforçado com um adesivo é o material mais preferido usado como camada de cobertura. A serigrafia permite imprimir a capa na superfície.

A cura é então feita através da exposição aos raios UV. Limites específicos de calor e pressão são aplicados durante a laminação de camadas de cobertura.

A diferença entre materiais de revestimento e revestimentos é clara. Cover lay é um filme laminado enquanto covercoat se refere a materiais que podem ser aplicados diretamente na superfície do substrato.

O tipo de revestimento é determinado considerando uma série de fatores.

Esses fatores incluem o método usado no processo de fabricação e os materiais utilizados. A área de aplicação também é considerada. Ambas as demãos são essenciais para aumentar a integridade elétrica de todo o conjunto.

Passo 7: Cortando o Flex

Refere-se ao corte de cada placa flexível do painel em que a produção é feita. Esta etapa é essencial na produção rígida-flex.

Assim, deve ser conduzido com cuidado e precisão. Na produção de alto volume de rígido-flex, a técnica de perfuração hidráulica é aplicada.

Etapa 8: Teste e verificação elétricos

Existem vários testes elétricos pelos quais a placa é submetida. Fatores como o desempenho do circuito são colocados sob escrutínio. A qualidade também é avaliada usando as especificações de projeto como o limite.

Projeto Rígido-Flex-PCB

Ao usar os métodos tradicionais para projetar PCBs rígido-flexíveis, você montará componentes na parte rígida. Outras peças montáveis ​​incluem conectores e o chassi.

Isso significa que o circuito flexível atuará apenas como um interconector. Isso será essencial para mitigar a massa e aumentar a resistência à vibração. Isso era comumente usado no passado.

No passado recente, surgiram designs aprimorados no design de PCBs rígidos-flexíveis. A varredura de componentes hoje pode ser montada na área do circuito flexível.

Isso significa que PCBs multicamadas mais complexos podem ser fabricados hoje em vez de no passado.

No entanto, isso cria novos desafios que devem ser mitigados no processo de design. Esses desafios provavelmente surgirão ao fazer furos e ao fresar.

As linhas de dobra nos circuitos flexíveis provavelmente afetarão o roteamento. Assim, você deve evitar colocar os componentes na linha de dobra. Nos casos em que os componentes são colocados corretamente na linha de dobra, o estresse mecânico é provável.

Isso afetará as almofadas de montagem em superfície e os orifícios passantes. O entrançamento passante pode ser feito para mitigar esse estresse. Você também pode reforçar o suporte do pad usando coverlay adicional. Isso ajudará na ancoragem das almofadas.

Para reduzir o estresse, use polígonos hachurados. Isso será essencial para manter a flexibilidade ao conduzir o plano de aterramento no circuito flexível. Use traços curvos em vez de usar ângulos de 90° ou 45°. Ao alterar as larguras dos traços, use padrões de lágrima.

Essas práticas ajudarão você a reduzir os dois pontos de estresse. Para PCBs rígidos-flexíveis de dupla face, você pode escalonar as camadas superior e inferior. Isso evitará que os traços fiquem um sobre o outro, resultando em um PCB reforçado.

 

Design de PCB flexível rígido

Design de PCB flexível rígido

Os traçados de rota também devem ser dobrados perpendicularmente à linha de dobra. Isso também irá mitigar o estresse.

No processo de projeto também, é imperativo considerar fatores eletromecânicos que podem afetar ambos os circuitos. Seu foco deve estar na relação entre o raio da dobra e a espessura.

As chances de falha são aumentadas nas placas flexíveis quando há curvas apertadas. Isso também é provável quando a espessura da dobra é aumentada.

Certifique-se de que a espessura do material flexível seja um décimo do raio de curvatura no mínimo.

Não estique o circuito flexível ao longo da curva externa. Você também deve evitar esticá-lo ao longo da dobra interna.

A espessura do condutor na área da dobra provavelmente contribui para influenciar a confiabilidade. Use trançado apenas com almofadas para obter uma redução na espessura e no estresse mecânico.

Processo de fabricação de PCBs rígidos-flexíveis

O processo de fabricação de PCB rígido-flex envolve uma série de procedimentos. Aqui estão alguns dos aspectos mais críticos que você precisa saber sobre o processo de fabricação de placas de circuito impresso:

Fornecimento de componentes de PCB rígido-flexível

Os componentes rígidos flexíveis são as peças essenciais que você precisará para o funcionamento adequado da sua PCB. Você definitivamente não tem a capacidade de fazer todos os componentes sozinho.

O melhor que você pode fazer é terceirizar. Isso é comum mesmo com empresas que fabricam os mesmos PCBs.

Componentes de PCB

Componentes de PCB

A primeira etapa na aquisição de seus componentes de PCB é a preparação da lista de materiais comumente chamada de BOM. Esta será uma lista de todos os componentes que você precisa para a produção de sua placa de circuito impresso flexível rígida.

Além disso, isso o ajudará no fornecimento dos componentes e será um ponto de referência para mitigar omissões.

Você pode então prosseguir para a origem dos componentes. Esses componentes são produzidos por vários revendedores autorizados. Você terá que identificar e abordar um revendedor que melhor atenda às suas necessidades.

Vários fatores são levados em consideração neste momento. Certifique-se de que o revendedor do qual você está adquirindo está autorizado a fabricar os componentes.

Fatores como experiência, preço, garantia e até garantia devem ser levados em consideração. O frete também deve ser considerado.

Ao considerar tudo isso, você estará em uma posição adequada para obter componentes que atendam às suas necessidades.

Processo de protótipo de PCB rígido-flexível

Aplicações muito sensíveis são feitas de placas de circuito rígido-flex. Assim, é imperativo criar protótipos antes de entrar em produção. Com a ajuda de um fabricante rígido-flex bem estabelecido, você pode fazer o melhor protótipo.

A partir de sua experiência, eles tornarão o processo simples. Há uma série de etapas envolvidas na prototipagem rígida-flex.

Prototipagem de PCB flexível rígida

Prototipagem de PCB flexível rígida

Etapa 1: Design

Você primeiro terá que criar o design pretendido do PCB rígido e flexível. O design pode ser alcançado com a ajuda do software necessário.

Etapa 2: Projeto Esquemático

Isso fornece uma descrição do projeto pretendido que será usado pelos fabricantes. Isso envolve detalhes dos componentes a serem usados ​​durante a produção.

Ele também fornece detalhes das funções da placa e a forma como os componentes serão colocados. Lembre-se de que também detalha o tamanho e a grade do painel pretendidos.

Isso torna a primeira fase do projeto. Uma verificação preliminar é feita para determinar se há defeitos. Se houver, eles são corrigidos.

As simulações são então executadas para garantir que a placa esteja funcionando corretamente. O design eletrônico é então convertido em netlist. Isso ilustra a interconectividade inerente aos componentes adicionados.

É aconselhável executar essas verificações no projeto regularmente até o final do processo. Como tal, você será capaz de corrigir problemas emergentes com o passar do tempo. Isso garantirá um processo de design eficiente.

Etapa 3: lista de materiais

Esta é uma lista dos materiais e componentes que você pretende usar durante a produção. É comumente referido como BOM ou lista de materiais. Nos casos em que você trabalhará com um fabricante, esta lista será seu ponto de referência.

BOM

Foto BOM cortesia: Carrinho PCB

A BOM fornece todos os detalhes essenciais dos componentes. Ele detalha a quantidade que se refere aos componentes necessários em termos de números.

Outros detalhes incluem designadores de referência, o valor de cada componente e a localização de cada componente.

Depois de terminar a lista técnica e o esquema, as peças necessárias são reunidas pelos engenheiros de componentes e layout.

Etapa 4: Projeto de roteamento

O roteamento é então projetado através dos rastreamentos. Isso será usado para conectar todos os elementos no circuito rígido-flex. Há vários fatores a serem considerados ao planejar o roteamento.

Isso inclui a verificação dos níveis de potência e da sensibilidade ao ruído. A geração de ruído de sinal também é um fator a ser considerado.

Os programas de software usados ​​no projeto de circuitos rígidos flexíveis usam netlist. A maioria dos programas é capaz de calcular o número máximo de rotas com base no número pretendido de camadas.

Isso demora um pouco, especialmente para PCBs rígidos flexíveis, devido ao fato de haver um grande número de componentes.

Etapa 5: verificações

Para problemas de funcionalidade, é imperativo verificar constantemente os projetos antes de mudar o foco para a fase de fabricação. As questões térmicas compõem algumas das principais questões que devem ser abordadas.

Os caminhos térmicos e as variações na espessura do cobre podem contribuir para temperaturas imprevisíveis. A verificação da regra elétrica também deve ser realizada. O design e layout também devem ser colocados sob escrutínio.

Passo 6: Criando o filme fotográfico

Consulte o projeto fornecido anteriormente para obter um filme fotográfico da PCI rígida flexível. Você pode conseguir isso com a ajuda de um plotter para cada camada e a máscara de solda da placa.

Certifique-se de que o filme é uma folha de plástico que foi impressa com um negativo fotográfico da placa. Isso marca as partes que serão partes condutoras e não condutoras.

Etapa 7: Imprimindo as camadas internas

Nesta etapa, você aplicará o material de substrato com cobre. Primeiro, o cobre será pré-ligado ao substrato. Posteriormente, uma camada de fotorresistência é aplicada. Isso será essencial durante o endurecimento usando luz ultravioleta.

Após a exposição à luz UV, o fotorresistente não endurecido é removido. O fotorresistente endurecido fica cobrindo e protegendo os pontos designados para o cobre.

Você pode então remover o fotorresistente endurecido. Isso revelará a você o cobre nos lugares exatos que o design estipula que seja.

Passo 8: Alinhando as Camadas

Para uma placa de circuito rígido-flex multicamadas, é necessário alinhar e perfurar orifícios de registro precisos. Você terá que alinhá-los perfeitamente. Isso é essencial porque é impossível corrigir as camadas internas depois que todas as camadas são mescladas.

Etapa 9. Fundindo as camadas

Nesta etapa, você estará fundindo as camadas flexível e rígida. Isto é conseguido em duas fases distintas. A primeira fase é a camada e a segunda é a colagem. Na primeira etapa, você primeiro coloca a camada externa em cima de uma bacia de alinhamento.

Você então empilhará a camada de substrato. Isto é seguido pelo empilhamento de folha de cobre e mais material da camada externa. Sobre a camada, empilhe uma folha de alumínio seguida por uma placa de prensagem de cobre. As camadas resultantes podem ser encaixadas nos pinos fixados à mesa de aço.

Na segunda etapa, use prensa de colagem para aquecer a pilha. Neste processo auxiliado por computador, a pressão é então aplicada e, posteriormente, a pilha é resfriada. O produto final é um PCB flexível rígido.

Passo 10: Perfurando os Buracos

Você pode então fazer furos na pilha rígida-flex. Esses furos exigirão a montagem de componentes. Isso tem que ser feito com precisão. A medição recomeçada é de 100 mícrons de diâmetro.

Use um localizador de raios-x para obter os locais corretos dos furos. Você também terá que usar o computador para fazer os exercícios. Isso torna o tempo de resposta mais curto e os furos são perfurados com precisão.

Etapa 11: Revestimento de cobre

Nesta etapa, uma camada de cobre é depositada na superfície do painel. Isso é feito usando banho químico. Isso ajudará você a garantir que todo o painel, juntamente com os orifícios e as paredes internas, sejam cobertos.

Isso fará uma camada sobre o material de fibra de vidro no interior do painel que havia sido exposto anteriormente. Todo o processo é controlado pelos computadores.

Etapa 12: Imagem da camada externa

Após o revestimento de cobre, você deve adicionar uma camada adicional de fotorresistente. Isso irá ajudá-lo na imagem das camadas externas de acordo com o projeto de circuito rígido-flex fornecido. Isso seguirá o mesmo procedimento usado na etapa anterior.

Passo 13: Chapeamento de cobre e estanho

Outra rodada de revestimento de cobre é então feita. Essa camada fotorresistente garantirá que os depósitos de cobre sejam colocados nas partes preferidas da placa. A placa será então estanhada. Isso oferecerá proteção ao cobre na próxima etapa.

  Etapa 14: Gravura Final

Use soluções químicas para lavar o excesso de cobre. O entrançamento de estanho feito na etapa anterior protegerá o cobre nas áreas condutoras. Seguindo o procedimento, você será capaz de estabelecer conexões condutoras.

Passo 15: Aplicando a máscara de solda

Nesta etapa, é feita a limpeza do painel. Em seguida, é aplicado com tinta de máscara de solda epóxi. A placa rígida flexível pode então ser exposta à luz UV. Isso vai endurecer o filme. Você deve então remover todas as partes não endurecidas.

Etapa 16: Aplicando o acabamento de superfície

Mais tranças são então depositadas. Isso pode ser ouro ou prata. Em alguns casos, você também pode usar o nivelamento de ar quente. Isso será essencial para garantir que as almofadas sejam uniformes. Isso lhe dará um acabamento superficial.

Passo 17: Aplicando Silkscreen

Agora você pode aplicar a serigrafia na superfície do PCB flexível rígido. Isso é feito usando a escrita a jato de tinta. Isso será essencial para transmitir informações importantes sobre o conselho.

Etapa 18: Corte

Você deve primeiro realizar um teste elétrico. Isso ajudará você a verificar se a placa está funcionando conforme o esperado. Usando um roteador, uma placa separada é cortada do painel maior. As placas rígidas-flex podem ser obtidas no painel

Etapa 19: Montagem

Todos os componentes são fixados à placa rígida-flex.

Etapa 20: estêncil de pasta de solda

Você deve então aplicar pasta de solda na placa. Isso vai se misturar com o fluxo. A solda irá posteriormente derreter e ficar ligada à superfície do PCB.

O estêncil de aço inoxidável é então colocado sobre o PCB rígido e flexível. Ao fazê-lo, a pasta de solda será aplicada nos locais designados para os componentes no PCB acabado.

Cada área aberta recebe uma distribuição igual da pasta. Você pode então remover o estêncil para deixar a pasta de solda nos locais desejados.

Passo 21: Escolha e coloque

Para uma coleta e colocação eficazes dos componentes de montagem em superfície, você tem dois métodos à sua disposição. Você pode usar uma máquina de pegar e colocar ou SMD.

Isso garante que os componentes não conectores sejam colocados em cima da pasta de solda. Ele faz isso nos locais predestinados.

Etapa 22: solda de refluxo

Os componentes de montagem em superfície são anexados à placa rígida flexível, pois o processo de refluxo torna a pasta de solda sólida. Você pode conseguir isso colocando a placa rígida flexível em um forno de refluxo. Os aquecedores do forno derretem a solda encontrada na pasta de solda. Quando finalmente esfria, a solda derretida se solidifica. Os SMDs são então anexados permanentemente à placa.

Etapa 23: Inspeção e Controle de Qualidade

Em alguns casos, a solda por refluxo pode prejudicar a qualidade da conexão. É provável que isso leve a curtos elétricos devido a conexões ruins.

Assim, você terá que verificar se não há erros. Você pode fazer isso realizando verificações manuais. As inspeções ópticas automatizadas também podem ser essenciais, assim como as inspeções por raios X são eficazes.

Etapa 24: Inserindo Componentes do Furo Passante

Em alguns casos, existem placas rígidas flexíveis que precisam de outros componentes além do SMD. Esses componentes são fixados à placa usando o método de furo passante.

Estes são trançados através da placa. Isso lhes dá a capacidade de enviar sinais elétricos em ambos os lados do PCB. A solda aqui é feita manualmente. A outra opção é a solda por onda.

Isso implica colocar a placa na esteira transportadora em um forno. A parte inferior da placa é completamente coberta com solda derretida. Todos os pinos são soldados ao mesmo tempo. Isso é usado apenas em placas rígidas flexíveis de um lado.

Etapa 25: Conduzindo um teste de funcionalidade

Na prototipagem rígida-flex, este é o último passo. Ele testa a funcionalidade do protótipo. A funcionalidade deve simular as condições de operação a que a placa estará submetida.

Após a prototipagem rígida de PCB Flex: testando o protótipo

Depois de prototipar sua placa de circuito rígido-flex, o próximo estágio é testá-la antes de lançar sua produção completa. O teste é realizado de acordo com o motivo pelo qual foi fabricado.

Testando PCB

Testando PCB

Você deve garantir que não haja falhas de projeto e identificar as áreas que precisam ser melhoradas. Caso você tenha designs diferentes, execute cada um deles e faça uma comparação de seu desempenho.

Se acontecer de você detectar problemas durante os testes, será necessário corrigir a falha ou criar um novo protótipo. Se o desempenho do protótipo for eficaz, você pode prosseguir com a produção completa da placa.

Processo de fabricação de PCB rígido-flexível

Como os PCBs rígidos e flexíveis combinam as propriedades de placas rígidas e flexíveis, eles apresentam um método de conexão único.

Por esse motivo, eles são populares por sua capacidade de trabalhar em vários aplicativos, pois geralmente melhoram o desempenho.

No entanto, devido à sua natureza complexa, o processo de fabricação nunca é simples. Há uma alta demanda tecnológica em sua fabricação.

Isso informa os altos custos associados a essas placas. Por este meio, nos aprofundamos no processo de fabricação.

Fabricação de PCB flexível rígido

Fabricação de PCB flexível rígido

Estrutura do PCB Flex-Rígido

Através de vias chapeadas, a produção de PCB rígido-flex é feita através da colagem do PCB rígido externo com PCB flexível.

Cada pedaço de PCB rígido-flex contém partes rígidas e flexíveis da placa. isso é uma indicação de que várias estruturas devem ser implantadas. Isso não pode ser alcançado a menos que as tecnologias de fabricação necessárias sejam aplicadas.

Projeto de Processo de PCB Flex-Rígido

Você deve dar atenção aos novos processos envolvidos no processo de fabricação. Esses processos incluem cobertura de corte de material e geração de gráficos.

Isto é conseguido com a laminação e perfuração do filme de capa.

Esses processos são realizados no circuito flex. Na fase de pré-impregnação de baixo fluxo, o plasma é limpo e rugoso. Em seguida, é pré-fresado e o corte a laser é feito. A laminação é então feita para proteger o filme. A laminação da placa é o endurecido.

Com base nas suas preferências de design e nos requisitos da placa, é criada uma placa de circuito impresso flexível rígida. Isso deve ser executado usando softwares de PCBs rígidos e flexíveis de boa reputação.

Projeto de Layout de PCB Flex-Rígido

O projeto do laminado revestido de cobre é então projetado de uma maneira que apresentará duas opções para as larguras.

Isso será essencial para determinar os tamanhos de intervalo recomendados para as placas flexíveis e rígidas.

A tecnologia Layer up é, portanto, comumente usada nesses PCBs. As estruturas desenvolvidas pela tecnologia layer up vêm em duas opções.

Na primeira opção, quatro peças de placas de circuito flexível são unidas para formar uma placa grande. O tamanho desta placa grande é equivalente ao das placas rígidas.

Na segunda opção, seis peças de placas de circuito flexível são unidas para formar uma placa grande. O tamanho desta placa é equivalente ao da placa rígida.

Limpeza e Aspereza de Plasma

As placas flexíveis que são cobertas com capa devem ser submetidas à limpeza de plasma antes da laminação. Isso é feito em conformidade com a primeira condição de limpeza estipulada.

A rugosidade do plasma é então adicionada em toda a placa antes da laminação. Isso é feito em conformidade com a segunda condição de limpeza.

Fabricação de gabaritos de rebitagem

Tanto as pranchas rígidas quanto as flexíveis precisam de rebitagem, torna-se difícil realizar os dois exercícios manualmente. A solução pode ser encontrada em um gabarito de rebitagem que permitirá que você manuseie ambos os PCBs no menor tempo possível.

Requisitos para tecnologia e design de máscara de solda

Nos PCBs rígidos-flexíveis, a espessura determina a forma como o revestimento é feito. Espessura acima de 0.5 mm é submetida a revestimento por pulverização. As placas mais finas, por outro lado, são revestidas com tecnologia de serigrafia.

A abertura para a janela da máscara de solda na placa flexível deve medir entre 4mil e 8mil. Você deve fazer essa medida do fio do eixo da prancha até a área rígida.

Ao aplicar a tecnologia De-Cap, os pontos de luz devem ser bloqueados. Na área De-Cap, certifique-se de não implementar uma abertura de janela de máscara. Na ausência do design De-Cap, você deve projetar uma serigrafia para bloquear a luz.

Projeto de Fresamento Padrão

No processo de fabricação de PCBs rígidos-flex, os materiais flexíveis devem ser laminados com materiais rígidos.

Materiais rígidos na superfície e são então eliminados usando métodos especiais que deixam as áreas flexíveis expostas.

O acabamento da superfície é então implementado nas áreas em que as placas flexíveis são expostas.

A peça acabada é então fresada. O produto final torna-se uma placa de circuito impresso flexível rígida.

Placas de circuito impresso rígidas-flexíveis fortalecendo o design

No PCB rígido-flex, você terá que garantir que as peças de conexão sejam projetadas para serem localizadas em uma placa flexível. O revestimento deve ser feito no cobre nos pontos de conexão.

Como tal, eles não serão expostos ao ar. Isso garantirá que nenhuma separação ocorra entre as partes flexíveis e rígidas.

Design de Filme de Reforço e Proteção

O processo de fortalecimento ajudará você a fortalecer a rigidez nas placas flexíveis. O arquivo de projeto determina o filme de blindagem que deve ser fabricado.

Em resumo, a fabricação de PCBs flex-rígidos envolve uma estrutura muito complexa que exige muita tecnologia. Os materiais utilizados também têm implicações financeiras muito graves.

A precisão é o ponto focal neste processo de fabricação. Isso é essencial para determinar a estabilidade dimensional. Quando todas as etapas de fabricação são observadas, produtos eletrônicos confiáveis ​​são uma garantia.

Processo de montagem de PCB rígido-flexível

Uma vez que você tenha o PCB rígido e flexível pronto, é hora de colocar os componentes nele. As 5 etapas abaixo ajudarão você a entender o processo de montagem de PCB flexível rígida.

Assembléia PCBAssembléia PCB

Etapa 1: estêncil de pasta de solda

Este é o primeiro passo na montagem do PCB rígido-flexível. Consiste na aplicação de pasta de solda na placa. Sobre o PCB rígido-flex, um estêncil fino é colocado.

Este estêncil tem que ser de aço inoxidável. Isso lhe dá espaço para aplicar pasta de solda nas partes pretendidas do PCB flexível rígido. Estas são as peças nas quais os componentes serão montados.

A pasta de solda utilizada é feita de uma substância acinzentada que contém esferas metálicas infinitesimais. Isso é comumente referido como solda. Certifique-se de que as bolas sejam compostas por 96.5% de estanho, 3% de prata e 0.5% de cobre.

A pasta de solda é misturada com fluxo - este ajuda na fusão da solda e, posteriormente, leva à ligação da superfície.

Você deve garantir que aplica a pasta de solda nos locais pretendidos com precisão. Para conseguir isso, você pode usar um acessório mecânico. Isso permitirá que você mantenha o PCB rígido e flexível e o estêncil de solda no lugar.

Com o auxílio de um aplicador, você poderá colocar a pasta de solda nas áreas pré-determinadas. As quantidades de pasta colocadas serão precisas. A máquina será útil para espalhar a pasta uniformemente no estêncil.

Você pode então proceder para remover o estêncil. Os locais pré-determinados serão deixados cobertos pela pasta de solda.

Passo 2: Escolha e coloque

Tendo aplicado pasta de solda com sucesso na placa rígida-flex, o processo de montagem prossegue para pegar e colocar a máquina.

Nesta etapa, um dispositivo robótico é usado para montar componentes de superfície na placa de circuito impresso flexível rígida. Esses dispositivos de montagem em superfície (SMDs) consistem na maioria dos dispositivos sem conector nos PCBs. Estes são então soldados na superfície da placa.

A utilização de máquinas é preferida neste processo devido à sua confiabilidade e precisão. Isso substitui a escolha manual e a colocação que era comum no passado. As máquinas também lhe garantem um tempo de resposta mais rápido e nunca se cansam.

Com uma pega a vácuo, deixe a máquina pegar e colocar os componentes na placa rígida-flex. Posteriormente, a máquina aplicará SMT à superfície do PCB flexível rígido. Os componentes são então colocados nos locais pretendidos.

Após a solda ter derretido, a placa flexível rígida é colocada em uma esteira transportadora que a move através de um forno. Em seguida, é passado por aquecedores mais frios.

Como resultado, a solda derretida é resfriada e solidificada. Uma junta de solda permanente é criada.

Isso conecta os dispositivos de montagem em superfície à placa rígida flexível.

Etapa 3: Inspeção e Controle de Qualidade

Após a soldagem dos componentes de montagem em superfície à PCI rígida-flex, a placa deve ser submetida a testes de funcionalidade.

Os movimentos a que a placa rígida flexível é submetida durante o refluxo podem resultar em problemas de conectividade. Isso também pode contribuir para curtos elétricos.

Isso é atribuído ao fato de que componentes mal colocados podem resultar em conexões não intencionais e fatais.

Você tem vários métodos de inspeção à sua disposição. Estes métodos são explicados aqui.

Você pode realizar verificações manuais. Como projetista da placa rígida flexível, você pode realizar uma inspeção visual após o processo de refluxo. Esse método só é viável nos casos em que você tem um pequeno número desses PCBs para inspecionar.

No entanto, o método é impreciso e inatingível ao manusear um grande número de placas.

O segundo método são as inspeções ópticas automáticas. Este é o método de inspeção mais preferido ao manusear um grande número de lotes flexíveis rígidos.

A máquina aplica câmeras de alta potência para avaliar seu PCB rígido-flex. As câmeras estão estrategicamente localizadas para visualizar as conexões de solda.

Além disso, as câmeras usam cores de luz diferentes para representar a qualidade da solda.

Isso é feito em uma velocidade relativamente alta. Esses recursos o tornam mais rápido e oferecem a capacidade de inspecionar muitas placas em pouco tempo.

Na verdade, o terceiro método é a inspeção por raio-x. Independentemente deste método não ser comumente usado, é o mais eficaz para placas rígidas-flexíveis multicamadas complexas.

Este método concede ao visualizador a oportunidade de visualizar as camadas inferiores. Como resultado, possíveis falhas são detectadas.

A etapa subsequente é o teste das peças. Isso é feito para garantir que todas as peças estejam funcionando conforme o esperado. As conexões da placa rígida-flex são testadas para verificar a qualidade.

Faça isso regularmente depois de fazer o processo de refluxo. Ele irá ajudá-lo a identificar problemas potenciais que você terá que resolver. Isso economizará tempo e trabalho.

Etapa 4: Inserção do componente através do orifício

Em alguns casos, alguns PCBs rígidos flexíveis possuem componentes que podem não ser SMDs. Esses são os chapeados através do orifício (PTH). Os PTHs são orifícios revestidos na placa.

Isso ajuda na passagem de sinais de um lado da placa para o outro. Isso impossibilita a aplicação de pasta de solda. Isso ocorre porque a pasta passará pelo buraco sem impedimento.

Existem várias técnicas que você usará para soldar esses componentes à placa rígida-flex.

A primeira dessas técnicas é a soldagem manual. Este é um processo direto. Cada PTH será atribuído a uma pessoa.

Através do conjunto do furo

 Através do conjunto do furo

Essa pessoa estará inserindo um componente específico nesses orifícios. Quando essa pessoa termina, o rigid-flex é passado para a próxima pessoa.

Essa pessoa também inserirá um componente diferente no PTH designado.

Este ciclo continua até que todos os componentes sejam inseridos.

O segundo método à sua disposição é a solda por onda. Esta é uma versão automatizada da técnica anterior. Envolve uma série de processos. Após a colocação de um componente PTH, a placa é movida para outra esteira transportadora.

Isso passa a placa por um forno no qual o fundo da placa é lavado com solda derretida. Como resultado, todos os pinos são soldados. Isso é restrito a PCBs de um lado.

Etapa 5: Inspeção Final e Teste Funcional

Esta etapa testa a funcionalidade da placa. A PCI rígida-flex é submetida a simulações semelhantes à função para a qual foi feita. A energia e os sinais simulados são executados através da placa rígida-flex.

As características elétricas são testadas usando testadores. Flutuações inaceitáveis ​​na saída do sinal de tensão e outros fatores são uma indicação de falha.

Quando a falha é relatada, você pode tomar uma decisão sobre a próxima etapa a ser tomada. Isso dependerá de seus padrões definidos e da gravidade da falha. A placa flexível rígida com falha pode ser melhorada ou descartada.

Descarte significa que você terá que reiniciar o procedimento de montagem. Esta é a razão pela qual vários testes são recomendados antes de chegar a esta última etapa.

Especificação de circuito rígido-flexível

O tamanho máximo da placa para uma PCI rígida flexível deve ser de 571 x 419 mm. No entanto, tamanhos especiais podem ser feitos a pedido.

A espessura máxima da placa deve ser de 5.00mm. O menor número de camadas é 1 camada, enquanto o maior é 30 camadas.

Os materiais usados ​​na fabricação de PCBs rígido-flex incluem Fr 4, Fr 4 Mid Tg e Fr4 Hi Tg. Existem também tipos de Teflon que podem ser usados. Estes incluem Rogers, Taconic e Arlon. As poliimidas utilizadas incluem arlon e nelco.

Especificação de PCB flexível rígido

Especificação de PCB flexível rígido

Entre as poliimidas flexíveis usadas, você pode escolher Rogers, Duponty e Espanex.

A resistência de solda existe em várias cores. Você pode usar verde, vermelho, amarelo, preto ou branco. A espessura mínima deve ser de 15 30 µm enquanto a folga mínima deve ser de 75 µm.

A largura mínima da linha deve medir 100 µm. A resistência utilizada deve ser destacável. Existem diferentes cores para a serigrafia. Estes incluem branco, preto, amarelo e vermelho.

A largura mínima deve ser de 100 µm, enquanto a altura mínima do texto deve ser de 500 µm. Testes elétricos específicos para placas rígidas flexíveis incluem sonda voadora e teste de fixação dedicado.

Embora opcional, o teste de alta tensão pode ser realizado.

Escolhendo o fabricante do PCB flexível rígido

1. Experiência e Especialização

A experiência total de uma oficina de fabricação informa a qualidade dos PCBs rígidos-flex que ela oferecerá. Um fabricante de placas rígidas e flexíveis com muitos anos de experiência provavelmente estará bem equipado.

Isso também informa a qualidade do especialista no processo de fabricação. Competência e experiência, portanto, garantem-lhe um produto de qualidade.

2.Capacidade de fabricação flexível rígida

Algumas empresas podem ter apenas a capacidade de produzir protótipos de PCB rígidos e flexíveis e não fazer produção em massa. Isso é atribuído à falta de instalações de produção de ponta.

Essas empresas também carecem de equipamentos avançados e mão de obra necessária. Se você pretende contratar uma empresa para fazer prototipagem e produção, essa não é a melhor opção.

Você terá que contratar um fabricante com capacidade de atender a todos os seus desejos.

3.MOQ

Na seleção do fabricante, você também deve escolher um com quantidade mínima de pedido. A preferência é sempre feita para fabricantes com o menor MOQ.

Considere ir para um com uma peça.

4. Suporte Técnico

O conhecimento técnico é um aspecto muito importante a considerar ao escolher um fabricante. Isso geralmente é caracterizado por pessoal qualificado e experiente.

Isso será essencial para garantir que sua PCI rígida flexível atenda aos padrões recomendados.

O fabricante também deve ser capaz de fazer acompanhamentos. Isso permitirá que eles o ajudem nos casos em que você tiver problemas com seu PCB flexível rígido.

5. Custo de PCB rígido-flexível

Antes de contratar um fabricante de flex rígido, é aconselhável pesquisar os preços de mercado. Isso permitirá que você avalie e negocie preços com o fabricante.

Preços relativamente altos podem ser extorsionários, enquanto preços muito baixos podem ser uma farsa.

6. Usa boa embalagem de PCB rígida e flexível

Também existem fabricantes que gostariam de vender componentes flexíveis rígidos em pacotes maiores do que você precisa. Você definitivamente quer obter um que oferece um pacote que você precisa.

Se essa consideração não for feita, você acabará pagando pelo que não precisa.

Os PCBs rígidos-flexíveis são delicados e sensíveis. Assim, eles devem ser embalados com muito cuidado antes do envio.

Procure um fabricante que ofereça serviços de frete para seus clientes. Eles são propensos a fazer a embalagem em ordem.

7. Fornece cotação de PCB rígida e flexível mais rápida

Com experiência e conhecimento, nunca será difícil cotar custos mais rapidamente. Fabricantes com essas qualidades são capazes de criar o BOM com mais rapidez e precisão.

Com isso eles são capazes de fornecer a cotação mais rapidamente.

Aplicação de PCB Rígida-Flex

Com a crescente necessidade de eletrônicos flexíveis e mais sofisticados, os PCBs rígidos-flexíveis são populares em muitas aplicações.

Vamos citar apenas alguns:

Circuito da câmera Olympus Circuito da câmera Olympus

PCB rígido-flexível na indústria médica

Devido à sua capacidade de caber em dispositivos pequenos, os PCBs rígidos-flexíveis são usados ​​na fabricação de wearables médicos. Estes incluem marca-passos e implantes cocleares.

Eles também são aplicáveis ​​durante a fabricação de outros equipamentos médicos. Estes incluem equipamentos de imagem e monitores portáteis, entre outros.

Rígido Flex PCB em equipamentos militares

Por muito tempo, os equipamentos militares foram fabricados com PCBs rígidos-flex. Isso se deve à confiabilidade oferecida pela placa e sua resistência a várias condições ambientais flutuantes.

Estes incluem sistemas de orientação de armas e dispositivos de comunicação. Eles também são usados ​​em sistemas de rastreamento e vigilância entre outras aplicações.

PCBs Rigid-Flex na indústria aeroespacial

Assim como a indústria militar, os dispositivos da indústria aeroespacial estão expostos a condições ambientais adversas. Eles também são sensíveis, pois acidentes envolvendo aviões são sempre fatais.

Rigid-flex é usado na fabricação de equipamentos de radar e sistemas de comunicação por rádio. Os sistemas de teste de ruído e vibração também são fabricados com PCBs rígidos e flexíveis.

PCB flexível rígido na indústria de telecomunicações

A indústria de telecomunicações também depende de PCBs rígidos e flexíveis para um funcionamento eficaz. Essa confiança é atribuída ao fato de que essas placas podem suportar variações térmicas.

As aplicações incluem roteadores e servidores, satélites de comunicação e unidades portáteis. Outros incluem estações base e dispositivos de comunicação sem fio.

PCBs Rigid-Flex na indústria automotiva

Dispositivos pequenos são mais bem feitos usando PCBs rígidos e flexíveis. Na indústria automotiva, existem inúmeros pequenos dispositivos instalados. Estes incluem módulos de controle eletrônico e as unidades de controle de conforto.

Outras unidades incluem sistemas de música e telas LCD. Os sistemas de navegação e controles de transmissão também usam PCBs rígidos e flexíveis.

PCBs Rígido-Flex na fabricação/industrial

Os PCBs rígidos-flexíveis também são usados ​​na indústria de manufatura para fabricar vários dispositivos. Estes incluem os sistemas de automação e condicionadores de ar industriais.

Outros dispositivos incluem interruptores elétricos e painéis de controle. Os sistemas de vigilância CCTV usados ​​nas indústrias também contam com PCBs flexíveis rígidos.

PCBs Rigid-Flex em aparelhos de consumo

Vários aparelhos de consumo são feitos usando PCBs rígidos e flexíveis. Eles incluem ferros eletrônicos, sistemas de iluminação e sistemas de lavagem. Controles remotos para TVs e purificadores de água UV também dependem de PCBs rígidos e flexíveis.

Conclusão

Os PCBs rígidos-flexíveis são formas bastante complexas de placas. Isso se deve ao fato de combinarem substratos flexíveis e rígidos. As aplicações feitas com esses PCBs também são muito cruciais, especialmente para o bem-estar dos usuários.

Falhas de projeto, negligência na fabricação, prototipagem e montagem abaixo do padrão podem resultar em fatalidades. É imperativo que os procedimentos estabelecidos que descrevemos neste guia sejam respeitados.

Isso ajudará a garantir que as aplicações feitas com placas rígidas flexíveis sejam seguras e atendam aos padrões exigidos.

Voltar ao Topo