< img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1724791474554128&ev=PageView&noscript=1" />

Materiais PCB

Armazém de materiais PCB

Selecionar o acabamento da superfície e obter designs otimizados são etapas importantes para garantir que seu produto funcione bem, mas isso é tudo?

A resposta é Não.— Você também deve certificar-se de que os materiais de PCB especificados estão disponíveis na fábrica e entender o prazo de entrega padrão dos materiais de PCB para seus protótipos, execução piloto e produção em volume.

Sua fábrica sempre mantém os materiais em estoque?

Se não, em quanto tempo eles chegam à sua fábrica?

Sua seleção de materiais de PCB dependerá de seu projeto e aplicação. A Venture trabalha com milhares de clientes em diferentes aplicações. Para alguns projetos, as propriedades dielétricas do PCB são críticas, por exemplo, aplicativos de gerenciamento de energia, como projetos de alta velocidade, RF, micro-ondas ou certos projetos móveis. Nesses tipos de aplicações, os materiais PCB padrão FR-4 não funcionam. Sugerimos materiais como Rogers série 4000, com dielétrico de baixa perda que traz maior desempenho.

Materiais de PCB populares para alta frequência PCB

RogersRO4003C, RO4350B, RO4360, RO4533, RO4535, RO4730, RO4232, RO4233, RO3003, RO3006, RO3010, RO3035, R03203, RO3206, RO3210, RO3730, RO5780, RO5880, RO6002, RO3202, RO6006, ROXNUMX, ROXNUMX.
TaconicTLY-5A, TLY-5, TLY-3, HT1.5, TLX-0, TLX-9, TLX-8, TLX-7, TLX-6, TLC-27, TLE-95, TLC-30, TPG- 30, TLG-30, RF-30, TSM-30, TLC-32, TPG32, TLG-32, TLG-34, TPG-35, TLG-35, GF-35, RF-35, RF-35A, RF- 35P, RF-41, RF-43, RF-45, RF-60A, CER-10
ArlonAD255 C03099, AD255 C06099, AD255 C04099, AD300 C03099, AD300 C04099, AD300 C06009, TC600, AD250 C02055C, TC350, MCG300CG, DCL220, CUCLAD 217LX, CUCLAD 250GX, ARL 55GX,
Wangling, TaixingF4BK225, F4BK265, F4BK300, F4BK350, F4BM220, F4BM255, F4BM265, F4BM300, F4BM350

Abaixo da tabela estão os materiais RF PCB populares que sempre temos em estoque.

Estoque com frequência materiais para PCB de RF e PCB de micro-ondas
RogersSérie RO4000: RO4350B, RO4003CEspessura (mm): 0.2, 0.254, 0.308, 0.508, 0.762, 0.813, 1.524
Série RO5000:RT5780,RT5880Espessura (mm): 0.2, 0.254, 0.308, 0.508, 0.762, 0.813, 1.524
TaconicTLY-5, TLY-8, RF-30, RF-35, RF-60A, CER-10Espessura (mm): 0.254, 0.508, 0.8, 1, 1.6

Trabalhamos em estreita colaboração com os principais fornecedores de materiais de PCB (laminado de PCB) para oferecer a você uma ampla gama de opções de materiais, como laminados de PCB epóxi aprimorados, laminados de PCB preenchidos com cerâmica de alta frequência, classificação UL 94V-0, compatível com RoHS e muito mais.

Venture tem uma gama completa de materiais PCB completos em estoque para atender às suas aplicações padrão, como KB, Shengyi, Iteq, Nanya, ILM.

Também desenvolvemos boas parcerias com os principais distribuidores de fornecedores de laminados de PCB de ponta, como Rogers, Arlon, Nelco, Taconic, Isola, Ventec, Dupont, Tellon, Panasoic, Berquist., etc. Para atender à demanda urgente dos clientes, realizamos continuamente estoques de materiais de PCB abaixo, embora os custos desses materiais especializados sejam altos.

tipo de materialTgProdutoFabricante
alumínio130T-111Totking
alumínio130TCB-2 (TCB-2AL)Politrônica
alumínio17092MLArlon
alumínio185HPL-03015montanha quist
alumínio105T-Lam 6061+ 1KA10Proprietário de terras
alumínio120KW-ALEKinwong
alumínio140DST-5000Doosan
alumínio140T-Lam 5052 + 1KA04Proprietário de terras
alumínio170VT-4A2Ventec
alumínio105ML1KAProprietário de terras
alumínio105SS1KAProprietário de terras
alumínio105T-Lam – Alco 6061+1KA04Proprietário de terras
alumínio105TLam SS 1KA06Proprietário de terras
alumínio110TCP-1000montanha quist
alumínio120KW-ALSKinwong
alumínio130CML-11006montanha quist
alumínio130IT-859GTAITEQ
alumínio130SA115Shengyi
alumínio130SA120Shengyi
alumínio130TCB-2LPolitrônica
alumínio140SAR15Shengyi
alumínio140SAR20Shengyi
alumínio140TCB-4Politrônica
alumínio140TCB-8Politrônica
alumínio145EPA-M2EastPower
alumínio150HT-04503montanha quist
alumínio150HT-07006montanha quist
alumínio150HT-09009montanha quist
alumínio165SSLLDProprietário de terras
alumínio168SSHTD04Proprietário de terras
alumínio168SSHTD06Proprietário de terras
alumínio17092ML DielétricoArlon
alumínio170VT-4A1Ventec
alumínio90LTI-04503montanha quist
alumínio90LTI-06005montanha quist
alumínio90MP-06503montanha quist
BT180G200Ilha
Capacitância Enterrada170ZBC-1000Sanmina
Capacitância Enterrada170ZBC-2000Sanmina
CEM-1110S3110Shengyi
CEM-1130KB-5150Kingboard
CEM-3130DS-7209Doosan
CEM-3130R1786Panasonic
CEM-3128S2155Shengyi
CEM-3130CEM-3-98Nanya
CEM-3130KB-7150Kingboard
CEM-3130S2600Shengyi
CEM-3132S2130Shengyi
CEM-3135CEM-3-09HTNanya
CEM-3140R-1786Panasonic
cerâmico250RO4500Rogers
Capacitância incorporada120C06143M
Capacitância incorporada120C10123M
Capacitância incorporada120C20063M
Epóxi PTFE210-240N4350-13RFNelco
Epóxi PTFE210-240N4380-13RFNelco
FR-1130KB-3150NKingboard
FR-4140MTC-97graça
FR-4155DE156Ilha
FR-4170IS420Ilha
FR-4170NPGN-170R (HF)Nanya
FR-4170TU-862 HFUnião de Taiwan
FR-4180185HRIlha
FR-4180Velocidade IIlha
FR-4180TU-752união de Taiwan
FR-4150NPGN-150Nanya
FR-4 + BT Resina Epóxi180G200Ilha
FR-4130GA-140-LLgraça
FR-4130GW4010GoWorld
FR-4130KB-6150Kingboard
FR-4130Tlam SS 1KAProprietário de terras
FR-4133R-1755EPanasonic
FR-4135DE104MLIlha
FR-4135DS-7405Doosan
FR-4135GW1500GoWorld
FR-4135GW4011GoWorld
FR-4135H140-1 / FR-4-74HuaZheng
FR-4135IT-588ITEQ
FR-4135KB-6160Kingboard
FR-4135KB-6160AKingboard
FR-4135KB-6160CKingboard
FR-4135R1755CPanasonic
FR-4135S1130Shengyi
FR-4135S1155Shengyi
FR-4135S1600Shengyi
FR-4140FR-4-86Nanya
FR-4140FR-402 / IS402Ilha
FR-4140IT-140ITEQ
FR-4140KB-6164Kingboard
FR-4140LYCCL-140Long Yu
FR-4140NHL-4806Nome
FR-4140NP-140TLNanya
FR-4140NY-1140Nanya
FR-4140S1141Shengyi
FR-4140TC-97graça
FR-4145ELC-4765Sumilita
FR-4145IT-150TCITEQ
FR-4148R-1566(W)Panasonic
FR-4150250HRIlha
FR-4150254Ilha
FR-4150EM-285Material Elite
FR-4150EM-825Material Elite
FR-4150GA-150-LLgraça
FR-4150GW1500GoWorld
FR-4150IS400Ilha
FR-4150IT-158ITEQ
FR-4150IT-158TCITEQ
FR-4150IT-258GAITEQ
FR-4150KB-6165Kingboard
FR-4150NP-150RNanya
FR-4150NP-150TLNanya
FR-4150TU-668União de Taiwan
FR-4150TU-742 HFUnião de Taiwan
FR-4150TU-747 HFUnião de Taiwan
FR-4155N4000-7Nelco
FR-4155NP-155FRNanya
FR-4155NP-155FTLNanya
FR-4155NY-2150Nanya
FR-4155S1000Shengyi
FR-4155S1000HShengyi
FR-4155S1150, S1150GShengyi
FR-4160TU-662União de Taiwan
FR-4170EM-320Material Elite
FR-4170EM-370Material Elite
FR-4170EM-827Material Elite
FR-4170FR-406Ilha
FR-4170GA-170-LLgraça
FR-4170KB-6167Kingboard
FR-4170NP-170RNanya
FR-4170NP-170TLNanya
FR-4170S1165Shengyi
FR-4170S1170Shengyi
FR-4175Turbo 370Ilha
FR-4175EM-827/EM-827BMaterial Elite
FR-4175IT-180ITEQ
FR-4175IT-180AITEQ
FR-4175N4000-11Nelco
FR-4175N4000-6Nelco
FR-4175NP-175TLNanya
FR-4175NP-180RNanya
FR-4175S1000-2MShengyi
FR-4175TU-722União de Taiwan
FR-4176R5725 Megtron 4Panasonic
FR-4180370HRIlha
FR-4180FR-408Ilha
FR-4180IS410Ilha
FR-4180KB-6168Kingboard
FR-4180Megtron R-5715Panasonic
FR-4180N4000-12Nelco
FR-4180S1000-2Shengyi
FR-4180Teta 100Rogers
FR-4180TU-768União de Taiwan
FR-4180VT-47Ventec
FR-4185N4000-29Nelco
FR-4190FR-408HRISIlha
FR-4200FR-408HRIlha
FR-4200IS415Ilha
FR-4200TU-872 LKUnião de Taiwan
FR-4210N4000-13Nelco
FR-4210N4000-13EPNelco
FR-4210N4000-13SINelco
FR-4210N4103-13Nelco
FR-4210S1860Shengyi
FR-4225IS620Ilha
FR-4250Arlon 85NArlon
FR-4250VT-901Ventec
FR-4260N-7000Nelco
FR-4280RO3010Rogers
FR-4280RO4003CRogers
FR-4280RO4350Rogers
FR-4280RO4350BRogers

A Venture sabe que existem muitas opções em relação aos materiais básicos de PCB e, com nosso conhecimento técnico, podemos ajudá-lo em termos de seleção de materiais de PCB (placa de circuito impresso) e especificações de materiais de PCB durante o estágio de projeto. Ao mesmo tempo, se você tiver dúvidas sobre custo, prazo de entrega ou disponibilidade em relação a qualquer material PCB, sinta-se à vontade para entrar em contato conosco.

Materiais PCB: o guia definitivo de perguntas frequentes

-PCB-Materiais-The-Ultimate-FAQ-Guide

Escolher os materiais de PCB certos lhe dará tranquilidade.

Se você precisa PCB multicamadas, PCB de alumínioou PCB de alta frequência, seu desempenho dependerá do tipo de material que você escolher durante o Processo de fabricação de PCB.

Portanto, se você quiser aprender a escolher materiais adequados para PCB, leia este guia.

De que materiais são feitos os PCBs?

Placas de circuito impresso (PCBs) são uma fusão de laminados que são camadas não condutoras e filmes metálicos que são condutores.

Você encontra laminados são obtidos de materiais de substrato, como FR - 4, cerâmicoe CEM (Material Epóxi Composto).

FR 4 material

FR 4 Material

Material de PCB de cerâmica

Material Cerâmico PCB

Material CEM

Material CEM

A película metálica condutora pode ser fornecida a partir de metais como cobre, prata e ouro.

No entanto, o cobre encontra uso mais comum.

Além disso, um PCB consiste em outras partes e camadas derivadas de diferentes materiais.

Por exemplo, a máscara de solda é feita de material de solda.

Além disso, os traços condutores são geralmente revestidos com outros materiais como ouro, níquel, prata e estanho para fins de proteção.

Como escolho um material PCB?

A seleção do material da placa de circuito impresso deve ser baseada na aplicação da placa e no projeto determinado.

O material que você escolher para o seu substrato de PCB determinará sua resistência.

Além disso, sua escolha de material condutivo falará sobre seus níveis de condutividade.

Quando um design de placa requer eficiência térmica, será melhor empregar um substrato à base de cerâmica.

Igualmente importante, uma placa de alta frequência pode ter um desempenho melhor com prata como material para seu caminho condutor.

Por que o cobre é comumente usado como material de PCB para camadas condutoras?

Outros materiais como prata e ouro podem ser empregados em placas de circuito impresso como material condutor.

No entanto, você encontrará muitas, se não a maioria, das placas de circuito impresso com material de cobre para a camada condutora.

Algumas das qualidades atribuídas ao cobre são explicadas abaixo.

  • O cobre é um bom condutor de sinais elétricos.

A capacidade de transferência elétrica do cobre é aquela com níveis reduzidos de perda de sinal.

  • O uso do cobre é creditado ao seu baixo custo que torna a fabricação de PCB econômica.
  • O cobre é amplamente disponível e acessível em comparação com outros metais com propriedades elétricas mais altas, como prata e ouro.
  • O cobre também é um bom condutor térmico. O calor gerado a bordo pode ser dissipado com eficiência pelo caminho condutor de cobre, evitando o acúmulo.

Quando se permite que o calor se acumule em um PCB, ele causa tensão induzida pelo calor que pode resultar em falha da placa.

  • O cobre tem alta compatibilidade com outros materiais usados ​​no processo de fabricação de PCB.

Você descobre que o cobre oferecerá níveis de desempenho decentes quando usado com substratos cerâmicos ou FR – 4.

O que é gravação de material PCB?

Material PCB gravura refere-se �remo�o de partes de material indesejadas de uma superf�ie para reter a forma�o de padr� desejada.

A gravação é útil para ajudá-lo a criar o padrão de rastreamento para o design da sua placa.

A gravação também é referida como um processo subtrativo, pois envolve a remoção de material.

Você encontra duas abordagens para a gravação: a corrosão a seco e a gravação a úmido.

A corrosão a seco envolve o uso de métodos relacionados ao plasma para remover material indesejado.

Aqui, você inicia uma reação entre os átomos na parte superior e inferior.

A corrosão úmida envolve o uso de soluções químicas para iniciar reações extrativas.

Algumas das substâncias químicas usadas no processo de gravação de PCB incluem cloretos de cobre e ferro e cloreto cúprico.

Também são usados ​​amônia alcalina e uma mistura de peróxido de hidrogênio e ácido sulfúrico.

Quais são os materiais dielétricos usados ​​no PCB?

Materiais dielétricos apresentam baixa condutividade elétrica em seu estado original.

No entanto, esses materiais podem ser modificados para permitir a transferência de carga elétrica por meio de um processo conhecido como dopagem.

Em PCBs, materiais dielétricos são empregados para fornecer isolamento elétrico entre superfícies condutoras.

Alguns dos dielétricos comuns incluem óxidos metálicos, como óxido de alumínio, vidro, porcelana e plásticos.

Quais são as propriedades dos materiais dielétricos PCB?

Os dielétricos são materiais usados ​​para fornecer isolamento elétrico para camadas condutoras na construção de PCB.

Você descobre que as propriedades dielétricas ditam o desempenho de uma PCB sob certas condições, como alta temperatura e alta frequência.

As propriedades dielétricas para materiais de substrato de PCB podem ser classificadas como:

  • Propriedades elétricas relacionadas que descrevem as capacidades de transferência de carga elétrica do material de substrato.
  • Propriedades mecânicas relacionadas que definem o desempenho de resistência de um substrato e, consequentemente, a estrutura do PCB.
  • As propriedades térmicas são específicas para a resposta dos materiais às mudanças de temperatura.
  • As propriedades químicas relacionadas fornecem uma visão geral da reação dos materiais quando expostos à interação química.

material dielétrico PCB

material dielétrico PCB

Como é feito o Prepreg de Material PCB?

Material pré-impregnado é feito de fibra de vidro tecida e resina.

A resina é impregnada no pano de vidro e daí o nome prepreg.

Além disso, o processo começa com uma folha tecida da fibra.

A fibra de vidro tecida é derivada de um processo de tecelagem que envolve o uso de fibra de vidro como fio.

Este material é rolado através de uma casa de processo onde é reforçado com material de resina.

O epóxi à base de resina é depositado sobre a tela de vidro por meio de aplicação granular ou imersão.

Além disso, a resina epóxi é derivada das substâncias químicas epicloridrina e bisfenol-A.

A seguir, a combinação de materiais é transportada para um sistema de rolos onde a resina é distribuída uniformemente para atingir uma espessura definida.

O que é o material FR – 4 em PCB?

FR – 4 é uma variante do material retardante de fogo que é comumente empregado como laminado na fabricação de PCB.

Você descobre que este material é derivado da fibra de vidro e é empregado como padrão da indústria para laminados na construção de PCB.

Existem três variantes comuns do material FR – 4 usado em PCBs.

  • Você acha que o padrão FR – 4 é a variante mais comum e mais acessível.
  • O FR – 4 padrão também pode ser fornecido com uma temperatura de transição vítrea mais alta para permitir o uso sem chumbo. Como resultado, esta variante está em conformidade com os padrões RoHS.
  • O sem halogênio é outra variante do FR – 4 que também permite o uso de solda sem chumbo.

Por que o FR-4 é um material PCB popular?

Material PCB FR 4

Material PCB FR 4

Você encontra o FR – 4 empregado como laminado em muitas construções de PCB em toda a indústria.

O FR – 4 pode ser usado para placas de face única, placas de dupla face e placas de várias camadas.

A popularidade do FR-4 pode ser atribuída às seguintes qualidades:

  • O FR – 4 possui uma ampla faixa de temperaturas de trabalho com capacidade de operar entre – 50°C e 115°C.
  • Você também descobre que a temperatura de transição vítrea de FR – 4 é alta em cerca de 130°C.
  • FR – 4 tem boas qualidades dielétricas com constante dielétrica estável e baixa perda dielétrica.
  • A resistência mecânica fornecida pelo FR-4 é decente para manter a integridade da estrutura da placa.
  • Você pode modificar FR – 4 para eliminar o uso de chumbo aumentando a temperatura de transição vítrea.

FR – 1 e FR – 2 são usados ​​como materiais em PCBs?

Você encontra o uso de materiais FR – 1 e FR – 2 restrito apenas a placas de um lado.

Você encontra a razão de ser porque esses tipos de materiais são à base de papel e são fabricados a partir de substâncias fenólicas.

Consequentemente, apresentam baixa resistência mecânica.

FR – 1 e FR – 2 possuem características idênticas, exceto por seus valores de temperatura de transição vítrea.

Você descobre que FR – 1 possui um valor de temperatura mais alto que FR – 2.

Esses materiais possuem boa manufaturabilidade com boa resistência ao fogo.

FR – 1 e FR – 2 podem ser feitos em outras variantes ao lado da opção padrão.

Você pode encontrar esses materiais feitos sem halogênio e fósforo para torná-los compatíveis com RoHS.

Além disso, eles podem ser feitos para não serem afetados pela água, especialmente suas propriedades dielétricas com um índice de rastreamento comparativo mais alto.

O que é o material CEM 1 PCB?

O material CEM (Composite Epoxy Material) 1 é um material derivado de papel colocado entre uma camada reforçada com epóxi de fibra de vidro e substâncias fenólicas.

Você encontra este material com uma cor esbranquiçada característica e empregado em PCBs com apenas uma camada condutora.

Material PCB CEM 1

Material PCB CEM 1

A sua utilização restrita a estas placas deve-se à sua estrutura fraca que dissuade a realização de furos passantes chapeados.

O material CEM 1 é mais barato que o FR – 4, mas com características dielétricas semelhantes.

No entanto, estes materiais são consideravelmente fracos mecanicamente.

Você descobre que o CEM 1 pode ser modificado para ter uma temperatura de transição vítrea mais alta para permitir o uso sem chumbo.

Além disso, pode ser embalado sem halogênio e sem antimônio para torná-lo não perigoso.

Seu índice de rastreamento comparativo pode ser controlado acima de 600 com capacidade de resistência à água.

Qual é a diferença entre CEM 3 e CEM 2 em Materiais PCB?

Em vez de se basear em compostos de papel como o CEM I, o CEM 3 é estruturado em fibras de vidro e substâncias de resina.

Embora compartilhe a cor branca cremosa distinta do CEM 1, possui melhor resistência mecânica.

Conseqüentemente, o CEM 3 pode ser usado em PCBs com duas camadas condutoras que requerem interconexão através de orifícios metalizados.

Você descobre que os materiais CEM 3 têm boa capacidade de fabricação com uma alta classificação de inflamabilidade.

Ao contrário do CEM I, esses materiais podem ser moldados de forma a impedir a passagem da radiação ultravioleta.

Além disso, você pode alterar as propriedades do CEM 3 para eliminar substâncias perigosas e cumprir as diretivas RoHS.

Que material de substrato é usado para PCBs flexíveis?

PCBs flexíveis são placas de circuito impresso que podem ser dobradas e torcidas sem quebrar.

Você acha esses PCBs úteis em tecnologia vestível, especialmente na fabricação de equipamentos biomédicos.

Consequentemente, a composição do material do substrato desses PCBs precisa acomodar as forças de flexão e torção.

A poliimida é o material comumente usado para substratos em PCBs flexíveis.

É fornecido como um filme fino com uma faixa de espessura estreita não superior a 120 micrômetros.

Você descobre que a espessura da poliimida determinará sua flexibilidade.

Como tal, uma grande espessura resulta em flexibilidade reduzida ou rigidez aumentada.

Quais são as características do material de PCB de poliimida?

Embora a poliimida seja notável por sua propriedade flexível, possui outras características notáveis. Eles incluem:

  • A poliimida possui uma alta faixa de temperatura de trabalho permitindo seu uso em aplicações militares extremas.
  • Você descobre que este material pode suportar grandes deformações induzidas pelo calor.
  • Além disso, as propriedades elétricas da poliimida são impressionantes.
  • A poliimida tem uma resistência à tração notável que lhe confere resistência notável em condições de aplicação adversas.
  • Além disso, a capacidade de resistir à interferência química por poliimidas é alta.
  • Algumas poliimidas têm um coeficiente de expansão compatível com o cobre, permitindo respostas semelhantes às mudanças térmicas.

No entanto, você descobre que as poliimidas são limitadas nos seguintes casos:

  • A taxa de absorção de umidade e teor de água por poliimidas é alta.

Além disso, a umidade absorvida ou o teor de água podem ser atribuídos a quase três por cento de seu peso.

  • Você descobre que as poliimidas têm preços exorbitantes, tornando-as caras.
  • Embora as poliimidas tenham características de temperatura excepcionais, elas estão sujeitas às forças que mantêm as camadas unidas.

Que qualidades favorecem o uso da cerâmica fina como material de substrato de PCB?

A popularidade de compostos cerâmicos finos como material de substrato de PCB é creditada a uma variedade de qualidades.

Substâncias cerâmicas finas comuns usadas como em PCBs incluem óxido de alumínio e nitreto de alumínio.

As seguintes características são atribuídas ao seu uso na fabricação de PCBs.

  • Substâncias cerâmicas finas têm boa resistência mesmo em ambientes de alta temperatura.

Você encontra PCBs de cerâmica com alta temperatura de transição vítrea e temperatura de decomposição.

  • Você descobre que os compostos cerâmicos têm um coeficiente de expansão térmica muito baixo.

Além disso, seu CTE corresponde ao do cobre, proporcionando uma resposta uniforme às mudanças de temperatura.

Como resultado, as fraquezas estruturais causadas pela tensão térmica devido a diferentes CTEs são reduzidas.

  • A capacidade da cerâmica na transferência de energia térmica é incomparável entre os materiais de substrato.

Posteriormente, você fará bem em empregar substratos cerâmicos em um projeto de PCB que exija eficiência térmica.

  • Compostos cerâmicos finos podem operar em uma aplicação de alta frequência sem prejudicar a qualidade do sinal.

Os substratos cerâmicos evitam a impedância observada na transmissão e outras formas de interferência.

  • A resistência à flexão e o módulo de tração dos materiais cerâmicos são altos.

Portanto, você descobre que os materiais cerâmicos podem suportar tensões induzidas mecanicamente sem quebrar.

Como tal, esses materiais podem ser usados ​​para a construção de PCB multicamadas.

  • PCBs baseados em cerâmica têm uma resposta decente a tensões e surtos inconsistentes.

Eles amortecem o PCB de tais ocorrências e oferecem isolamento quase perfeito para as camadas condutoras.

  • Os compostos cerâmicos são tolerantes ao aumento dos níveis de radiação.

Assim, PCBs com material cerâmico para substratos são empregados em máquinas espaciais e equipamentos de satélite.

  • Você descobre que a absorção de umidade das substâncias cerâmicas é muito baixa.

Como resultado, esses materiais manterão suas propriedades térmicas e dielétricas mesmo em ambientes úmidos.

Qual é a temperatura de transição de vidro de materiais PCB?

A Temperatura de transição do vidro (Tg) é uma faixa de temperaturas dentro da qual o material de substrato da PCB exibe uma mudança no estado físico.

Você descobre que o material se transforma de um estado sólido firme para um estado macio e escorregadio à medida que as ligações do material enfraquecem.

Normalmente, quando as temperaturas retornam abaixo de Tg, o material volta ao seu estado inicial.

A temperatura de transição vítrea é descrita em graus Celsius ou Centígrados.

Como a Temperatura de Decomposição está relacionada aos Materiais PCB?

Às vezes, um material PCB sofre decomposição química devido à obtenção de um determinado valor de temperatura.

Você descobre que essa temperatura é chamada de temperatura de decomposição (Td).

A temperatura de decomposição é expressa em graus Celsius.

Um material de substrato PCB pode perder até um vigésimo de seu peso durante a decomposição.

Ao contrário de Tg, onde a mudança é reversível quando o substrato atinge Td a transformação é permanente.

Consequentemente, você encontra a maioria dos materiais com Td maior que Tg.

Por que o CTE de Materiais em PCBs é importante?

CTE refere-se ao coeficiente de expansão térmica.

É uma medida que descreve a taxa de expansão de um material usado em um PCB quando a temperatura aumenta.

A taxa de expansão é descrita em partes por milhão, que são equiparadas a um único grau de aumento na temperatura.

Além disso, o CTE do material será observado à medida que a temperatura exceder a de Tg.

Você considera o CTE de materiais de PCB importante para garantir uma resposta semelhante a mudanças térmicas.

Quando os materiais em PCBs têm CTEs diferentes, eles exibem diferentes respostas à temperatura, resultando em deformações térmicas ao longo das bordas compartilhadas.

Consequentemente, é importante combinar os CTEs dos materiais PCB para fornecer um comportamento uniformemente influenciado pelo calor

O material de substrato, como FR – 4, tem um CTE mais alto que o cobre em PCBs padrão.

Segue-se que quando as temperaturas aumentam, o cobre exibirá uma resposta mais rápida do que o material substrato.

As mudanças de design são essenciais para mitigar o efeito da CTE.

Além disso, você pode determinar a Tg de um material determinando a interceptação da curva de um gráfico CTE.

A condutividade térmica é importante para o material de substrato de PCB?

A condutividade térmica é uma medida da capacidade de um material de transferir calor.

Quando um material tem baixa condutividade destaca sua capacidade limitada em transferir calor.

Um material com alta condutividade térmica pode facilmente transferir energia térmica.

A condutividade térmica é medida em watts por metro por grau Celsius.

A condutividade térmica é útil para dissipar o calor gerado em um PCB.

Materiais de substrato de PCB com alta condutividade contribuem para um melhor desempenho da placa.

Você descobre que os substratos cerâmicos têm uma condutividade térmica mais alta do que os materiais FR – 4.

Sua taxa de condutividade térmica é comparável à do cobre.

Consequentemente, quando as aplicações de PCB requerem projetos com eficiência térmica, materiais cerâmicos são empregados como substratos.

Qual é a constante dielétrica de um material PCB?

A constante dielétrica de um material também é chamada de permissividade relativa do material.

É um valor que descreve a capacidade de um material de reter suas propriedades dielétricas.

Você descobre que a maioria dos materiais usados ​​em PCBs tem um valor de constante dielétrica entre 2 e 4.

A permissividade relativa de materiais em PCBs é útil para determinar o desempenho de PCB em aplicações de alta frequência.

Especialmente preocupante é seu desempenho na transmissão de sinal e controle de impedância.

Você descobre que a permissividade relativa de um material mudará com os níveis de frequência, reduzindo enquanto os valores de frequência aumentam.

Materiais PCB têm diferentes taxas de resposta a mudanças de frequência que afetam sua permissividade.

Você pode encontrar materiais de PCB com uma constante dielétrica bastante estável, permitindo que eles funcionem em uma ampla faixa de frequência.

Como os materiais de PCB são influenciados por sua tangente de perda dielétrica?

Tangente de perda dielétrica

Tangente de perda dielétrica

A tangente de perda dielétrica também é conhecida como fator de dissipação.

Ele destaca a perda líquida de energia de um material como resultado das propriedades inerentes do material.

Materiais com baixo fator de dissipação exibem uma perda de potência reduzida.

O fator de dissipação dos materiais PCB é relativamente baixo, tornando-o uma das qualidades mais comuns.

Além disso, você descobre que a tangente da perda dielétrica muda com a frequência, de modo que, à medida que a frequência aumenta, também aumenta.

No entanto, a taxa de mudança é baixa e só pode ser preocupante em valores de frequência extrema que excedem um gigahertz.

O fator de dissipação de um material de PCB é de grande importância quando empregado para placas de circuito em aplicações que lidam com sinais analógicos.

Neste caso, a tangente de perda influencia a extensão da atenuação das transmissões.

Portanto, você descobre que o fator de dissipação determina a relação sinal e ruído ao longo do caminho condutor.

Quais são as Diretrizes para Determinar as Especificações de Inflamabilidade de Materiais PCB?

A inflamabilidade é uma medida da retardação de chama de um material PCB.

Ele é fornecido como um recurso para questões de segurança devido às ocorrências térmicas em uma placa de circuito impresso.

Para estar em conformidade com os padrões estabelecidos de inflamabilidade, as diretrizes a seguir são usadas durante o teste do material.

  • Quando o material é submetido a um teste de chama, ele não deve queimar visivelmente por mais de dez segundos.
  • O teste de chama é realizado em cinco amostras diferentes do mesmo material. Neste caso, o tempo total de combustão deve ser inferior a cinquenta segundos.
  • Quando a amostra de material queima, a bola da chama não deve ser grande a ponto de se estender até o cabo.
  • A amostra de material em combustão não deve apresentar problemas de queda de material em combustão.

Além disso, essas partículas de combustão separadas não devem acender uma bola de algodão seca localizada doze polegadas abaixo.

  • Ao acender consecutivamente com um teste de chama, a amostra de material não deve queimar por mais de meio minuto.

Como a absorção de umidade por materiais de PCB prejudica o desempenho?

A absorção de umidade por um material PCB é ilustrada por sua falha em absorver a água quando submerso.

A medida de absorção é determinada pelo aumento de peso após imersão em água.

Os materiais PCB normalmente têm baixas taxas de absorção de menos de 0.2 por cento.

Quando os materiais PCB absorvem o teor de umidade, suas propriedades elétricas e térmicas são afetadas.

Você encontra sua resistividade e fator de dissipação reduzidos.

Além disso, a condução de calor é prejudicada pela presença de moléculas de água.

Qual é a resistência à casca em relação aos materiais PCB?

A resistência ao descascamento refere-se à força da ligação de ligação formada entre a camada condutora e o material de substrato.

É uma propriedade mecânica que descreve a quantidade de força necessária para quebrar a ligação de um material de superfície a superfície.

A resistência ao descascamento é expressa como uma força ao longo de uma distância linear.

Ao realizar um teste de resistência ao descascamento entre a camada condutora e a camada de substrato, o teste está sujeito às seguintes condições.

  • A amostra de teste é exposta a solda derretida a mais de 250 oC por cerca de dez segundos para induzir estresse térmico.
  • Outra condição que você encontra é a sujeição da amostra de teste a temperaturas elevadas em cerca de 130 o As temperaturas são induzidas por meios de convecção através de ar/fluido aquecido.
  • A amostra de teste também pode ser submetida a uma sucessão de processos químicos.

Como é determinada a resistência elétrica de um material de PCB?

A resistência do material de um PCB é exibida por sua capacidade de resistir a uma avaria eletricamente induzida.

Normalmente, essa medida é tomada para avarias cuja linha de ação está no eixo z.

A unidade de medida padrão para força elétrica é volts por milímetro.

Para estabelecer a resistência elétrica de um material PCB, pulsos intermitentes de valores de alta tensão são aplicados ao material.

Esses pulsos são executados em valores de frequência típicos com potência de corrente alternada semelhante à usada na operação normal da placa.

A resistência elétrica do material é medida por quanto tempo ele suporta esses pulsos de tensão sem quebrar.

Qual é a diferença entre resistividade de superfície e de volume de materiais de PCB?

Volume/resistividade elétrica é uma propriedade do material PCB que ressalta a capacidade do material de resistir à transferência de carga elétrica.

Você encontra materiais com alta resistividade de volume com maior propensão a restringir o fluxo elétrico.

A resistividade da superfície é semelhante em medida à resistividade do volume, sendo a principal diferença a localização da medição.

A resistividade da superfície só é tomada sobre a superfície de um material.

Os materiais de substrato de PCB requerem altos valores de resistividade para obter um isolamento notável das camadas condutoras.

O teor de umidade e as mudanças de temperatura podem influenciar a resistividade de um material de PCB.

A medida padrão de resistividade é dada em ohm-metros.

Onde os Materiais Isola são usados ​​em PCBs?

Materiais isolados são empregados para projetos de PCB destinados a aplicações digitais de alta velocidade.

Material Isola PCB

Material Isola PCB

Tais aplicações envolvem processos de transmissão de sinais digitais com altas frequências que garantem alta qualidade.

Você encontra o caminho condutor para oferecer um caminho de sinal e, consequentemente, é a fonte das interferências geradas.

Existem muitos equipamentos que você encontrará com PCBs fabricados com material Isola.

Esses equipamentos normalmente têm taxas elevadas de transferência de dados com extensões de canal estendidas.

Você acha isso possível devido ao aumento do uso da Internet com uma variedade de necessidades de aplicativos.

Essas necessidades abrangem armazenamento virtual e em nuvem e sistemas de computador integrados.

Alguns dos equipamentos empregados incluem canais para transmissão de dados de alta velocidade e equipamentos de telecomunicações, como roteadores e servidores de sistema.

Você também encontra módulos que combinam funções de transmissor e receptor ao lado de amplificadores de potência como outros dispositivos de aplicação.

Quais são alguns dos Materiais Isola usados ​​em PCBs?

Existem muitas alternativas ao considerar os materiais Isola.

Esses materiais têm uma ampla gama de propriedades, sendo a principal sua capacidade de sustentar o desempenho em níveis de alta temperatura.

Outras propriedades desejáveis ​​incluem um baixo coeficiente de expansão térmica, especialmente no eixo z e uso sem chumbo.

A seguir estão alguns dos materiais Isola disponíveis usados ​​na fabricação de placas de circuito impresso.

· FR406

O FR406 é uma variante retardante de fogo do Isola que engloba um laminado pré-impregnado e à base de epóxi com a obtenção de alto desempenho térmico.

O uso do FR406 é predominante na construção de placas multicamadas.

Você descobre que fornece melhor consistência de placa em termos de tamanho com baixo CTE e notável eficiência térmica.

· FR408/FR408HR

Você descobrirá que esta variante FR-4 de laminado à base de epóxi e pré-impregnado é altamente eficaz em seu desempenho.

A produção do FR408 segue o processo padrão do FR-4 e, consequentemente, não requer atualizações caras nos equipamentos.

Além disso, este material é normalmente comum em aplicações com formações de circuitos complexos.

As propriedades dielétricas mínimas do material FR408 permitem taxas de dados aumentadas e melhor qualidade de sinal em tais aplicações.

O material do núcleo Isola FR408HR é fabricado por meio de um processo aprimorado de combinação de resina e fibra de vidro.

Posteriormente, melhora significativamente as características térmicas e elétricas do material padrão FR-4.

O FR408HR é idealmente empregado em PCBs com configurações multicamadas onde os níveis de consistência desejados em eficiência térmica são altos.

Segue-se que este material possui uma temperatura de transição vítrea notavelmente alta bem acima de 200°C.

· 370HR

Esta variante do material Isola é outra alternativa derivada do FR-4 para fazer pré-impregnados e laminados de PCB.

Ele pode ter um desempenho consistente em valores de alta temperatura com uma temperatura de transição vítrea impressionantemente alta acima de 170°C.

Você descobrirá no processo de fabricação do 370HR, e o composto de resina epóxi aprimorado é fortificado usando um padrão de fibra de vidro modificado.

O 370HR é aprimorado para exibir um coeficiente de coeficiente térmico reduzido, mantendo a capacidade de fabricação do material FR-4.

Além disso, você descobre que suas propriedades térmicas, elétricas e físicas são semelhantes, se não melhores, do que os materiais convencionais do FR-4.

Além disso, o exame de um PCB com este tipo de material pode ser realizado automaticamente.

Você também pode executar imagens de padrões de superfície sem dificuldade.

A possibilidade se deve à sua resposta positiva à aplicação do laser e à sua contenção da radiação ultravioleta.

Ao realizar procedimentos de laminação em série, o uso do 370HR para laminados é altamente eficaz.

· G200

O material G200 Isola permite a fabricação de PCBs com desempenho confiável em níveis de alta eficiência.

É frequentemente empregado em modos de fabricação de painéis para placas de circuito multicamadas.

Para fabricar este tipo de material, o epóxi à base de resina é reforçado com compostos de bismaleimida e triazina que melhoram muito as propriedades gerais do material.

· IS410

O IS410 elimina o uso de chumbo em seu processo de fabricação, proporcionando maior confiabilidade para as placas de circuito.

Você descobre que esse tipo de material está sujeito a vários ciclos térmicos para aumentar a eficiência térmica.

Além disso, o uso do IS410 é particularmente útil para fornecer furos perfurados superiores devido à qualidade dos furos.

· IS415HR

Outro material laminado de PCB altamente eficiente comumente usado para configurações de placas multicamadas que exigem projetos térmicos eficientes é o IS415HR.

As aplicações que podem empregar esse tipo de material para melhor uso são aquelas que precisam de uma qualidade de sinal impressionante.

Seu uso em formações de placas multicamadas se deve à sua baixa resposta às mudanças de temperatura.

· IS680-300

O IS680-300 é um material laminado que apresenta perda dielétrica reduzida.

Subsequentemente, permite níveis de desempenho consistentes dentro de limites mais amplos de temperatura e frequência.

Você encontrará este tipo de material usado para PCBs em circuitos de transmissão de radiofrequência.

Ele fornece uma opção mais barata para o material de politetrafluoretileno.

· P96/P26

O P96/P26 é um laminado Isola e núcleo de material pré-impregnado que é fornecido a partir de compostos de poliimida.

O P96 indica a base laminada enquanto o P26 indica a entrada de pré-impregnação.

Você encontra esse tipo de material aplicado em circuitos com grandes demandas térmicas.

Para fabricar o P96/P26, uma resina modificada é combinada com uma poliimida para formar um polímero adaptativo.

Você descobre que o material resultante é rígido com fortes covalências com uma temperatura elevada da transição vítrea.

O P96/P26 não queima facilmente e seu suporte de poliimida permite seu uso em aplicações exigentes, como o uso militar.

Geralmente, este tipo de material encontra emprego em aparelhos que exigem projetos térmicos eficientes.

Quais melhorias materiais são observadas nos materiais Isola?

As placas de circuito convencionais para transmissão de micro-ondas têm uma baixa contagem de camadas com muitas não excedendo duas.

No entanto, os PCBs usados ​​para funções digitais de alta velocidade constituem várias camadas que podem exceder vinte com faixas condutoras estendidas.

Além disso, a natureza diferente da aplicação requer necessidades materiais diferentes.

Os materiais usados ​​nas transmissões de micro-ondas produzem perdas e deformações do sinal através de suas formações de ondas senoidais.

Uma causa comum de preocupação é o fator de dissipação e a constante dielétrica relacionada ao material.

Por outro lado, o material da placa digital de alta velocidade propaga dificuldades de temporização, alongamento de pulso e amortecimento de sinal com formações trapezoidais.

Os materiais Isola empregam laminados com qualidades de resina modificadas, filme condutor e fibra de vidro.

Além disso, o caminho condutor é revisado para ser sobre o vidro tecido ou fornecido sobre uma base epóxi.

Materiais Isola são mantidos como dielétricos para permitir o movimento de cargas após a exposição a um campo elétrico induzido por sinal.

Você descobre que os materiais Isola usados ​​como laminados empregam fibra de vidro com uniformidade semelhante para melhor controle de impedância.

Além disso, as formações de epóxi e de vidro são fornecidas com uma relação dielétrica marcada.

Além disso, embora os caminhos condutores sejam largos, eles são dispostos angularmente em relação à formação da fibra.

O que são os materiais Ventec PCB?

Alguns dos mais comuns Materiais Ventec PCB incluem:

Material PCB Ventec

9Material de PCB da Ventec

· Materiais Padrão FR-4

Os materiais Ventec são fornecidos como padrão FR-4 para placas de circuito rígido com opções para temperatura de transição vítrea média e alta.

Alguns dos materiais incluem VT-481 como FR-4 padrão, VT-47 para Tg alto e VT-42 para IRC de alto valor.

Esses materiais FR-4 são derivados de laminados de resina e fibra de vidro de alta qualidade com diferentes opções de espessura.

Você encontrará esses materiais FR-4 usados ​​com filmes de cobre para uma variedade de aplicações que exigem diferentes necessidades de energia.

Além disso, você descobre que eles possuem fortes propriedades mecânicas, como resistência à flexão com propriedades térmicas e elétricas impressionantes.

A sua resistência às alterações do material por exposição a diferentes valores de temperatura proporciona juntas mais fortes e estabilidade.

· Materiais de folha de cobre e folha de alumínio de cobre

Os materiais Ventec também são usados ​​para a preparação de filmes simples de cobre e aqueles ligados com alumínio.

Diferentes bases derivadas de FR-4 e até poliimida são empregadas com os filmes.

Alguns desses filmes são IPC-4563, cobre HTE, filmes de cobre com ligações reforçadas, revestimento protetor e aqueles ligados com alumínio.

Você descobre que esses filmes de cobre e alumínio são feitos com acabamentos de alta qualidade sem qualquer contaminação da superfície.

Como resultado, essas medidas fornecem uma superfície estável para a ligação com a produção de alto valor.

· Perfurar Materiais de Entrada e Saída

A Ventec fornece materiais de entrada e saída para esforços de perfuração que garantem a eficiência do processo.

Você acha isso possível através da eliminação de processos de drenagem, como direcionamento para dissuadir compensações e rebarbação.

Os materiais utilizados garantem que as peças da broca não sejam submetidas ao excesso de calor gerado e, consequentemente, as tornam duráveis.

Os PCBs que usam os materiais de entrada e saída de perfuração da Ventec duram muito mais, mantendo os padrões de desempenho. Alguns desses materiais incluem:

  • Uma placa de perfuração de saída de cor castanha de alta densidade (BU25).
  • O WLB25 que é um quadro branco laminado para saída de furação.
  • O PHP que fornece uma placa de entrada e saída de broca que é baseada em fenólicos.
  • O filme de entrada de broca de alumínio (ALU).
  • WCB25H como material de apoio de cor branca para placas perfuradas.

· Materiais rígidos flexíveis/flexíveis

Os materiais Ventec também são oferecidos para painéis flexíveis e com elementos mistos, ou seja, rígidos e flexíveis.

Esses produtos são especialmente úteis em aplicações com aspectos de flexibilidade, como tecnologia vestível.

Os materiais Ventec deste calibre são projetados para tolerar altas temperaturas de trabalho e preservar seu estado físico.

Produtos notáveis ​​deste tipo são o VT-47PP e a linha de produtos ThinFlex.

O material VT-47PP é feito impregnando o pré-impregnado com compostos cerâmicos finos para limitar o enrugamento e a fissuração da resina.

É feito sem elementos de chumbo e tem uma temperatura elevada de transição vítrea.

É empregado em backplanes e pacotes de grade de esferas, juntamente com o uso automotivo.

· Materiais de montagem sem halogênio e sem chumbo

Você encontrará materiais Ventec FR-4 livres da presença de halogênio e elemento de chumbo.

Esses materiais são fornecidos para manter os padrões de alto desempenho dos materiais convencionais, mas com efeitos ambientais seguros.

Eles podem empregar elementos orgânicos curados para produzir substratos ambientalmente seguros com propriedades materiais notáveis.

Algumas das propriedades excepcionais incluem uma alta temperatura de transição vítrea juntamente com um coeficiente estável de expansão de temperatura.

Além disso, você encontrará esses materiais com alta temperatura de trabalho e índice impressionante para rastreamento comparativo.

Eles incluem; VT-441, VT-447, VT-464G e VT-481.

· Materiais de poliimida

Os materiais de poliimida da Ventec são formados a partir de pré-impregnados e laminados com a capacidade de suportar condições de alta temperatura.

As poliimidas Ventec oferecem confiabilidade de desempenho e são viáveis ​​para uso em aplicações extremas, como militares e espaciais.

Você também descobre que esses materiais não usam elementos de bromo, tornando-os não perigosos.

Um material comum de poliimida Ventec é o VT-901PP.

O material prepreg para o VT-901PP é impregnado com um composto cerâmico fino.

Também é empregado como enchimento para peças gravadas em configurações multicamadas com características de cobre pesadas.

As áreas de aplicação incluem fontes de alimentação, controles de motor e backplanes.

Por que os materiais Arlon são comumente empregados na construção de PCB?

Materiais Arlon são desenvolvidos para construção de PCB pela Arlon Corporation.

Esses materiais são diversificados para incluir produtos de poliimida, pré-impregnados de baixo fluxo, produtos derivados de epóxi e aqueles com expansão térmica controlada.

Essas ofertas estão associadas a muitos recursos altamente desejados.

Eles incluem:

Material PCB Arlon

Material PCB Arlon

  • Uma alta temperatura de transição vítrea com alguns em excesso de 250°C.

Com esta propriedade, os materiais Arlon podem suportar processos de alta temperatura, como soldagem na ausência de chumbo.

  • Um baixo e consistente coeficiente de expansão térmica, especialmente ao longo do eixo z.

O material CTE é especialmente útil para formações de placas multicamadas com características de furos passantes chapeados.

  • A temperatura de decomposição dos materiais de poliimida Arlon é alta, acima de 350°C, o que garante estabilidade de desempenho em temperaturas elevadas.
  • Muitos materiais Arlon podem ser usados ​​em procedimentos sem chumbo, garantindo sua conformidade com as diretivas RoHS.

Além disso, isso é feito sem comprometer o desempenho.

  • Os materiais Arlon são altamente resistentes a chamas e combustão, atendendo às obrigações padrão da indústria.
  • Os materiais de poliimida Arlon passam por um processo de cura mais curto, economizando custos com um resultado temperado que evita a formação de fendas durante a perfuração.
  • A estabilidade térmica dos materiais Arlon é notável permitindo seu uso em aplicações e ambientes de alta temperatura. Eles também exibem habilidades físicas e elétricas consistentes.

Quantos materiais Arlon estão disponíveis para construção de PCB?

Você encontrará muitos materiais Arlon diferentes para diferentes usos.

Os materiais Arlon são empregados em construções de PCB para uso em ambientes de alta temperatura.

Eles também são encontrados onde a necessidade de fluxo limitado e uniforme de resina é desejada.

Além disso, os materiais Arlon são utilizados em aplicações de ligação, particularmente em formações multicamadas flexíveis e rígidas de poliimidas.

As seguintes categorias de materiais Arlon estão disponíveis:

· Poliimidas

Os materiais Arlon disponíveis nesta categoria são derivados de poliimidas com diferentes características.

Alguns são retardadores de chama, enquanto outros são preenchidos com compostos cerâmicos para atingir diferentes níveis de desempenho.

Possuem alta temperatura de transição vítrea e incluem o 33N, 35N, 85N e 85HP.

· Categoria de Produtos de Baixo Fluxo

Essas ofertas de material Arlon abrangem pré-impregnados à base de poliimida e epóxi com baixos níveis de fluxo.

Eles podem ser usados ​​para aplicações flex-rígidas e como materiais de ligação para dissipadores de calor.

Você também encontra alguns desses produtos capazes de uso sem chumbo.

O 37N, 47N, 49N e 51N são alguns dos materiais Arlon nesta categoria.

· Ofertas à base de epóxi

Os materiais Arlon à base de epóxi são comumente preparados para placas de circuito multicamadas.

O pré-impregnado formado a partir de substâncias epóxi pode ser preenchido para obter certas propriedades.

Esses materiais têm uma temperatura média de transição vítrea também encontrando uso como enchimentos para furos perfurados.

Os tipos comuns são o 44N e 45N.

· Produtos com Expansão Térmica Controlada

Os materiais para estes produtos são fornecidos em fibra de vidro tecida com reforços de resina ou fibras não tecidas.

Possuem temperaturas médias de transição vítrea e baixos coeficientes de expansão térmica.

Produtos comuns nesta categoria são o 45NK, 55NT e 85NT.

Que material é usado no PCB Rogers?

PCB Rogers

Roger PCB

A PCB Rogers é formado a partir de materiais originalmente desenvolvidos pela Rogers Corporation que lhe dá o nome.

Esses materiais são aplicados na fabricação de PCBs com demandas de alta frequência.

Além disso, eles fornecem qualidades elétricas e transmissões de sinal impressionantes.

Você encontra materiais Rogers com baixo sinal e perda dielétrica acompanhada de geração de ruído reduzida.

Além disso, os materiais Rogers estão disponíveis com diferentes valores de constante dielétrica para atender às suas necessidades.

Os custos de fabricação associados aos materiais Rogers também são baixos, assim como suas emissões quando usados ​​no espaço.

Algumas das opções de materiais disponíveis no catálogo Rogers incluem:

· A Série RO3000

Para esta série, os laminados são desenvolvidos através do preenchimento de compostos de politetrafluoretileno com substâncias cerâmicas finas.

Esses laminados possuem propriedades físicas estáveis ​​em diferentes valores de constantes dielétricas.

Consequentemente, esses materiais são altamente compatíveis.

Como tal, você pode usar materiais da série RO3000 em projetos de PCB com formações de múltiplas camadas.

Além disso, o coeficiente de expansão térmica desses laminados é inferior ao FR-4 padrão.

Consequentemente, os PCBs Rogers sofrem de pouca tensão térmica causada por CTEs incompatíveis.

Uma aplicação comum para esses materiais é em componentes de radiofrequência SMT.

Eles também são usados ​​em amplificadores de potência e transmissores e receptores GPS.

· A Série RO4000

Os materiais desta série são derivados de compostos de hidrocarbonetos endurecidos e substâncias cerâmicas.

Suas propriedades são perfeitas para projetos complexos de circuitos de alta frequência onde o controle de impedância é desejado.

Além disso, você encontra os materiais da série RO4000 acessíveis, com procedimentos de processamento semelhantes ao FR-4 convencional e até mesmo sem chumbo.

Você pode usar materiais da série RO4000 para formações de placas multicamadas.

Eles têm uma baixa perda de sinal elétrico e estabilidade dielétrica com propriedades elétricas notáveis.

Os PCBs da Rogers com esses materiais podem operar em valores de frequência elevados e seus caminhos de sinal fornecem controle de impedância.

Além disso, os materiais da série RO4000 possuem baixos CTEs garantindo estabilidade mecânica em diferentes valores de temperatura.

Aplicações comuns incluem amplificadores de potência, tecnologia de sensores e radares, antenas de telecomunicações, satélites e chips de identificação usando radiofrequência.

Quais materiais são usados ​​nos PCBs da Nelco?

PCBs Nelco são feitos de materiais fomentados pela organização Nelco.

Essas placas de circuito são empregadas em aplicações digitais onde a velocidade é essencial.

Os materiais utilizados na fabricação das PCBs da Nelco são feitos em processos livres de elemento de chumbo e projetados para placas com várias camadas.

Consequentemente, os materiais de PCB da Nelco são considerados não prejudiciais ao meio ambiente.

Os materiais usados ​​nas placas de circuito impresso da Nelco oferecem desempenho térmico impressionante com qualidades físicas notáveis.

PCBs feitos de materiais Nelco são empregados em backplanes e aplicações automotivas e infraestrutura de telecomunicações.

Alguns dos materiais usados ​​nos PCBs da Nelco incluem;

Nelco PCB

Nelco PCB

  • F-529 que é um pré-impregnado fenólico empregado como laminado em camadas internas de um PCB.
  • E-765 que é um pré-impregnado à base de resina endurecida.
  • E-752 que é um pré-impregnado epóxi desenvolvido para aplicações em ambientes agressivos.
  • E-746, uma resina aprimorada com alta estabilidade mecânica em ambiente térmico elevado.
  • N4000-6, um substrato FR-4 com alta temperatura de transição vítrea e epóxi adaptável.
  • N4000-13, que é um epóxi melhorado com baixa perda de sinal e alta velocidade de transferência.
  • N4350-13 RF, que é um material de micro-ondas com epóxi reforçado.
  • NH9000 que consiste em um material de fibra de vidro trançado reforçado com PTFE.
  • N4000-6NF, um epóxi sem fluxo com taxa de cura rápida e alta Tg.

Quais são as vantagens dos materiais Bergquist PCB?

A PCB Bergquist é uma placa de circuito impresso que emprega revestimento térmico em seu processo de fabricação.

A placa de circuito impresso Bergquist com revestimento térmico é preparada para atingir valores de alta temperatura e intensidade de luz ou uso misto.

Para obter um melhor desempenho, a camada dielétrica do PCB Bergquist é ajustada.

Os materiais usados ​​incluem HT-04503, MP-06503 e HT-07006.

Material PCB Bergquist

Material PCB Bergquist

Você descobre que as camadas condutoras são isoladas eletricamente, garantindo uma dissipação térmica eficiente, enquanto o filme inferior é fixado com metal.

Com este arranjo, a temperatura do sistema é mantida baixa e resulta em uma saída brilhante em aplicações de LED.

Outras aplicações são como instigador de faíscas em motocicletas, caixas de áudio, fontes de alimentação e protetores de escudos.

Os seguintes benefícios são derivados do uso do material Bergquist:

  • Você atinge baixas temperaturas de trabalho ao usar materiais Bergquist PCB e, consequentemente, obtém uma melhor durabilidade da placa de circuito. Uma razão para isso é a melhor eficiência no gerenciamento térmico.
  • Com os materiais Bergquist PCB, a potência de saída é aumentada enquanto as propriedades físicas do material são estáveis.
  • Estes materiais são altamente resistentes à combustão com um baixo coeficiente de expansão térmica que garante que as dimensões físicas não sejam alteradas.
  • Você perceberá que a necessidade de conexões entre camadas em PCBs Bergquist para que a transferência térmica seja reduzida devido ao revestimento. Além disso, isso garante que o tamanho geral da placa de circuito seja reduzido.
  • Os valores de temperatura registrados na junção são menores do que o usual para placas padrão da mesma construção. Além disso, a impedância induzida pelo calor é reduzida no PCB Bergquist.

Que material é usado na fabricação de PCBs de teflon?

Teflon é uma marca registrada para politetrafluoretileno (PTFE) que é creditada à DuPont Company.

É baseado em polímeros à base de fluorocarbono e possui qualidades únicas que permitem seu uso em funções especializadas.

PCB Telfon

PCB de teflon

Por exemplo, ele pode tolerar temperaturas elevadas chegando a mais de 260oC.

Você descobre que o PTFE oferece melhor desempenho em valores de alta frequência do que o laminado FR-4.

Com material PTFE, há menor deslocamento de sinal graças aos baixos valores de constante dielétrica em relação ao FR-4.

Além disso, os materiais PTFE possuem temperaturas mais altas de transição e decomposição.

O PTFE tem uma alta contagem molecular que lhe confere uma força física impressionante.

O material tem baixa reatividade a infrações químicas e não é propenso à combustão.

É estável em diferentes temperaturas, proporcionando resistência a elementos externos.

Você encontra PTFEs com alta eletronegatividade oferecendo isolamento de cargas elétricas e calor.

No entanto, o PTFE é caro e precisa de manuseio cuidadoso para evitar rasgos e arranhões.

Como tal, você precisará de estratégias focadas para fazer conexões entre camadas por meio de procedimentos de perfuração.

O uso de PTFE é comum em infraestrutura de telecomunicações.

Quais materiais de alto desempenho são usados ​​em PCBs Taconic?

PCBs tacônicos são fabricados a partir de materiais desenvolvidos pela Taconic Corporation.

Esses materiais possuem propriedades físicas, térmicas e elétricas variadas que permitem atingir níveis de alto desempenho.

Você descobre que esses materiais são baseados em politetrafluoretileno, substâncias cerâmicas finas e vidro.

Alguns materiais Taconic notáveis ​​são:

PCB Tacônico

PCB Tacônico

  • CER-10: Uma fibra de vidro com enchimento de cerâmica orgânica com PTFE e um valor de constante dielétrica de dez.
  • Série RF: Engloba materiais de natureza orgânica e cerâmica e fibra de vidro para fabricar laminados com padrões de alto desempenho.
  • TF-260, TF-290: Esses materiais são finos e muito confiáveis, empregando materiais flexíveis para interligação com perda reduzida.
  • Família TLC: Esses materiais são derivados de PTFE e vidro com os laminados resultantes capazes de várias funções de micro-ondas.
  • Categoria de produto TLG: As ofertas de material aqui são feitas sem elemento de bromo e são classificadas como de alto desempenho.
  • Gama de produtos TLT: As propriedades elétricas desses materiais, especialmente os dielétricos, são impressionantes, assim como suas características térmicas e elétricas.
  • Série TLY: A fibra de vidro do tipo tecido é usada para esses materiais com combinações de PTFE em sua estrutura.
  • Família TPG: Os materiais desta categoria são fornecidos a partir de laminados semelhantes e empregados para transferência de dados onde a velocidade é essencial.
  • TSM-30: Este tipo de material tem uma taxa de absorção de umidade reduzida com uma tangente de perda mínima.

Na Venture Electronics, ajudamos você a escolher os materiais de PCB mais adequados para todas as suas aplicações.

Fale conosco hoje mesmo para todas as suas necessidades de materiais de PCB.

Voltar ao Topo